Conteúdo principal | Últimos 20 posts | Posts por assunto | Bengala Legal

Blog do Bengala Legal.

Rio de Janeiro, sexta-feira, 25 de abril de 2014 - 06:42.

 

Conteúdo principal.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012.

Sobre o Programa Especial – TV Brasil.

O Programa Especial é dedicado à inclusão social da pessoa com deficiência e leva ao público informação e entretenimento. Desde março de 2004, o programa vai ao ar toda semana na TV Brasil falando de assuntos como mercado de trabalho, lazer, novos tratamentos, esporte, saúde, entre outros, tratados de forma inclusiva e descontraída .

Mostra que as pessoas com deficiência são capazes e atuantes na sociedade e é voltado para todo cidadão que acredita ser não apenas possível, mas também imprescindível vivermos em um mundo que valoriza a diversidade.

Para ser 100% acessível ao telespectador o Programa Especial conta com os seguintes recursos: janela de LIBRAS, a Língua Brasileira de Sinais (para as pessoas com deficiência auditiva que não lêem português); legendas em português (para as pessoas com deficiência auditiva que não falam LIBRAS) e áudio descrição (as imagens que aparecem são descritas por um locutor para que as pessoas com deficiência visual saibam o que está sendo mostrado). E para que o Programa chegue a você totalmente acessível, contamos com a colaboração de profissionais especializados.

O programa é pioneiro e demonstra na prática a capacidade das pessoas com deficiência. Revelou e conta com a participação de Juliana Oliveira, cadeirante e apresentadora, Fernanda Honorato, a primeira repórter com síndrome de Down do mundo e o repórter cadeirante José Luiz Pacheco, que sempre se envolve em muita ação e aventura. Adrenalina pura.

O Programa Especial acredita que a informação é a melhor forma de se combater o preconceito. Toda vez que o programa divulga casos bem sucedidos de participação de pessoas com deficiência na sociedade, um número cada vez maior de pessoas percebe que é plenamente possível vivermos em uma sociedade inclusiva.

Onde e quando.

  • Na TV Aberta – Canal 2;
  • Na NET – Canal 18;
  • Na SKY – Canal 116;
  • Na OI TV – Canal 900.

Horários: Sextas às 19h30min / Sábados às 15h.
contato@programaespecial.com.br
Site: www.programaespecial.com.br

Equipe:

Diretora: Ângela Patrícia Reiniger.
Coordenação de Produção: Lili Cariello Nane Martins.
Coordenação de Pós Produção e Arte: Adriana Miranda.
Coordenação de Direção e Conteúdo: Hermínia Bragança.
Audiodescritoras: Virgínia Menezes e Ana Fátima Berquó.
Tradutora de LIBRAS: Jeanie Liza.
Legendas: Nani Martins, Jeane Liza, Cristina Carvalho, Ângela Patrícia Reiniger, Adriana Miranda, Fátima Berquó, Virgínea Menezes, Zé Luiz Pacheco, Fernanda Honorato, Juliana Oliveira.

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Notícias.
Assuntos:  , , , , , , , , , , .
MAQ às 10:03.
Post visitado 23781 vezes, 1 foram hoje.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012.

Ministério da Cultura e Petrobras apresentam: Acessibilidade no Teatro Carlos Gomes.

Audiodescrição, interpretação em LIBRAS e legendas em todas as peças em cartaz em 2012 no Teatro Carlos Gomes, sempre no 1º e 3º domingo de cada mês.

Próximos espetáculos com acessibilidade:
04 e 05 de agosto: Donka, uma carta a Tchekhov, escrita e dirigida por Daniele Finzi Pasca.

Excepcionalmente, nos próximos espetáculos, faremos duas sessões com acessibilidade, sempre sábado e domingo, no primeiro e terceiro final de semana do mês. Repetiremos a sessão com acessibilidade no sábado e domingo com a peça Donka, 04 e 05 de agosto, Escravas do Amor, 18 e 19 de agosto e O Casamento, 1º e 02 de setembro.

Desde o início de março, todas as peças em cartaz no Teatro Municipal Carlos Gomes, na temporada de 2012, têm contado com recursos para garantir a acessibilidade de pessoas com deficiência visual e auditiva. A cada primeiro e terceiro domingos do mês, o público tem acesso ao serviço, sem acréscimo ao valor do ingresso.

O próximo espetáculo com acessibilidade será Donka, uma carta a Tchekhov, produção russa escrita e dirigida por Daniele Finzi Pasca. Por meio da linguagem do teatro acrobático, o espetáculo faz uma homenagem ao escritor russo Anton Tchekhov. Clowns, músicos e acrobatas festejam 150 anos do nascimento do autor, que além de escritor era também médico e pescador. Em Donka – nome da sineta que os russos colocam na extremidade de suas varas de pesca – são criadas situações e imagens insólitas a partir de fragmentos da vida e obra do autor. Como clowns/narradores dessa história, o elenco transita entre diversos personagens e universos de suas obras.

O elenco conta com a participação de duas atrizes brasileiras, Helena Bittencourt (radicada na Espanha, trabalhou com Daniele Finzi Pasca anteriormente no Cirque du Soleil) e Beatriz Sayad (atriz que integrou o Teatro do Sunil de 1991 a 1999 e atuou no espetáculo “1337 – Déjeneur sur l’herbe”, autoria e direção de Daniele Finzi Pasca).

As atrizes brasileiras terão a companhia dos atores Moira Albertalli, Karen Bernal, Sara Calvanelli, Veronica Melis, David Menes e Rolando Tarquini.

O Teatro Municipal Carlos Gomes, que é um dos mais importantes do Rio de Janeiro, é o único do país a oferecer o serviço de acessibilidade total ao público de suas peças. O objetivo é incluir as pessoas com deficiência visual – cegos e pessoas com baixa visão – além de pessoas com deficiência intelectual, autistas, disléxicos e com síndrome de Down, por meio da audiodescrição; e de pessoas surdas ou com deficiência auditiva, por meio da Língua Brasileira de Sinais e do serviço de Legendagem, como as que são utilizadas pelos canais de televisão em Closed Caption.

O recurso da audiodescrição consiste na descrição objetiva de todas as informações visuais contidas nas cenas do espetáculo teatral, como expressões faciais e corporais, ações dos personagens, detalhes do ambiente, figurino, efeitos especiais, mudanças de tempo e espaço, além da leitura de informações escritas em cenários ou adereços. Para completar a acessibilidade para as pessoas com deficiência visual, o programa da peça tem versão em Braille. A interpretação em LIBRAS é a tradução para a Língua Brasileira de Sinais de todos os diálogos, músicas e informações sonoras importantes da peça teatral. A legendagem também contém todos os diálogos, músicas e informações sonoras do espetáculo, e é utilizada pelas pessoas com deficiência auditiva que não usam LIBRAS.

O projeto de acessibilidade é idealizado pela Lavoro Produções e patrocinado pela Petrobras, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Prefeitura do Rio.

As sessões com acessibilidade não geram custo extra para os usuários dos recursos. O preço do ingresso varia de acordo com o espetáculo, e geralmente segue a política de preços populares da Prefeitura do Rio. O público deverá avisar na bilheteria se fará uso de algum dos recursos, para definir sua posição no teatro. Os usuários das legendas devem se posicionar nas poltronas do balcão do teatro. Os usuários da Interpretação em LIBRAS devem buscar os lugares no lado direito da platéia. E os usuários de audiodescrição não têm lugar definido. A equipe do teatro e a nossa equipe estão à disposição para facilitar a entrada de todos. Para as pessoas com deficiência visual, fazemos sempre uma visita guiada ao palco, impreterivelmente 30 minutos antes do início do espetáculo. Por isso, é importante que cheguem com mais antecedência.

A Lavoro Produções é uma empresa pioneira na criação de projetos culturais com acessibilidade, que se tornou uma referência entre as instituições, grupos e pessoas com deficiência no Brasil e no mundo desde 2003, quando começou a realizar o Festival Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência. O projeto introduziu a acessibilidade em projetos culturais no Brasil.

Ficha Técnica.

Patrocínio: Petrobras.
Realização: Lavoro Produções.
Parceria: Secretaria de Cultura/Prefeitura do Rio.
Produção: Lara Pozzobon.
Produção no Teatro: Rodrigo de Bonis.
Coordenação Administrativa: Rita Mendes.
Coordenação de Acessibilidade: Graciela Pozzobon.
Audiodescritora: Nara Monteiro.
Roteiros de Audiodescrição: Natalia Sambrini e Graciela Pozzobon.
Equipamento de Audiodescrição: Said Audiovisual.
Interpretação em LIBRAS: Jhonatas Narciso e Lorraine Mayer.
Legendas e Projeção Open Caption: Milonga DWM.
Assessoria de Imprensa: Palavra Assessoria / Patrícia Klingl.
Serviço: Acessibilidade no Teatro Carlos Gomes
Próxima peça: DONKA, Uma carta a Tchekhov
Datas: 04 e 05 de agosto, sábado e domingo

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

quinta-feira, 7 de junho de 2012.

Rio+20 – projeto de acessibilidade será adotado pela ONU.

Descrição da logomarca: a MARCA REPRESENTA OS 3 PILARES DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: ambiental,econômico e social. AS IMAGENS SÃO CONECTADAS NA FORMA DO GLOBO terrestre.

ONU usa projeto de acessibilidade do Brasil como parâmetro para futuros eventos. Medidas de inclusão de pessoas com deficiência incluem audiodescrição e interpretação em Língua de Sinais de debates e palestras, além de transportes adaptados.

Projetar e reorganizar espaços públicos com mais segurança e adequados para a utilização de todo o público – esse é o conceito básico da acessibilidade. Pensando nisso, o Comitê Nacional de Organização da Rio+20 (CNO) não mediu esforços para que a Conferência aconteça de forma mais participativa e inclusiva. A partir do projeto redigido pelo Brasil, a ONU passará a adotar novos parâmetros de acessibilidade em suas futuras conferências.

Segundo o secretário nacional do CNO, Laudemar Aguiar, o Brasil têm, aproximadamente, 45 milhões de pessoas com algum grau de deficiência, o que representa 23,9% da população brasileira.

Entre as medidas adotadas para garantir a participação e inclusão de todos na Conferência estão:

  • Legendas em tempo real em português e inglês durante os debates;
  • Audiodescrição e interpretação em Língua de Sinais (Libras e Sinais Internacionais);
  • Impressoras em Braile, sob demanda;
  • Atendimento especializado para pessoas com deficiência;
  • Voluntários com conhecimento de Libras;
  • Transporte coletivo, como ônibus e metrô adaptados;
  • Plano de sinalização com piso tátil para alertar deficientes visuais e com baixa visão de obstáculos existentes.

Na web também foram adotadas medidas de acessibilidade. O site da Rio+20 foi desenvolvido seguindo as diretrizes mais modernas, com o uso do sistema eMAG-3 que auxilia a navegação de deficientes visuais e auditivos.

O Comitê Nacional de Organização da Rio+20, com apoio dos Governo Federal e Estadual do Rio de Janeiro, acredita que as medidas de acessibilidades contribuirão para a ampla participação da população. A ideia é que, no futuro, a acessibilidade remova obstáculos logísticos e operacionais para que os indivíduos participem plenamente das conferências internacionais.

“Que essa mobilização sirva como uma campanha educativa. A ideia é que daqui a cinco anos não seja necessário explicar o que é acessibilidade, pois ela já fará parte de nós”, disse Laudemar Aguiar.


Fonte: Comitê de Organização da Rio+20.
Disponibilizado em: Rio+20 – projeto de acessibilidade será adotado pela ONU

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Eventos,Notícias.
Assuntos:  , , , , , , , .
MAQ às 12:15.
Post visitado 15471 vezes, 3 foram hoje.
Próximos Posts »

Últimos 20 posts publicados.

Saltar resumo e ir para "ESCOLHA POR ASSUNTO".

De 21 a 27 de Setembro – em todo o Brasil Pelo Direito à Educação Inclusiva. Caras e caros companheiros e companheiras de todo o Brasil, Esperamos que estejam todos e todas muito bem! Estamos iniciando o processo de mobilização para a nossa já conhecida SAM (SEMANA DE AÇÃO MUNDIAL). Este é o nosso primeiro […]

 

Bom dia. Estamos seguindo para a fase final do processo de tradução autorizada do WCAG2. O documento bruto passou por uma revisão de linguagem e correção de typos. O pessoal que fez a versão de Portugal ajudou a tornar o conteúdo mais próximo para ambos os países, mas com suas diferenças de linguagem preservadas. Inclusive […]

 

O SESC-São Paulo dá início no dia 2 de abril ao tradicional Festival SESC Melhores Filmes, no CineSesc, com a cerimônia de abertura da 40ª edição do evento. Nessa noite, serão entregues os prêmios aos vencedores nas categorias de melhor filme, documentário, ator, atriz, direção, roteiro e fotografia para os filmes brasileiros e melhor filme, […]

 

Evento se repetirá em Salvador, Brasília e Curitiba. [Descrição da imagem] Programação para Salvador: A CAIXA Cultural Salvador abre, a partir da próxima segunda-feira (31), as inscrições para a oficina “De Olho no Braille”, que acontece de 8 a 12 de abril. A oficina apresenta histórico e aplicações do Braille, além de aspectos imagéticos e […]

 

15 crianças e adolescentes com Down gravaram um vídeo emocionante para combater o medo, o desconhecimento e o preconceito que tomam alguns casais, quando descobrem que terão um filho com a síndrome. A ideia foi baseada no e-mail de uma futura mãe, ao descobrir que seu bebê seria especial. “Que tipo de vida o meu […]

 

Foi lançado hoje (15/03/2014) o livro “Desculpe, não ouvi“, de Lak Lobato. Editora Atitude Terra (www.atitudeterra.com.br). Lak é surda oralizada; perdeu a audição literalmente da noite para o dia, quando tinha 10 anos. Aprendeu a fazer leitura labial, conservou a fala que já havia adquirido e foi viver a vida: aprendeu francês, fez intercâmbio na […]

 

A Digicon – especializada em automação para a mobilidade urbana – implantou semáforos sonoros para auxiliar deficientes visuais na cidade de Franca, no interior de São Paulo. Os equipamentos foram instalados nos cruzamentos do bairro Vila Aparecida – local aonde fica situada a sede da Sociedade Francana de Instrução e Trabalho para Cegos. Para esta […]

 

Brasília – Um aplicativo criado por quatro jovens de São Paulo está mudando a vida de pessoas com deficiência na voz. Disponível para tablets, smartphones e computadores, o Que Fala transforma frases selecionadas pelo usuário em mensagens de voz, permitindo ao usuário comunicar-se diretamente com seu interlocutor. O grupo de empreendedores foi um dos que […]

 

Marta Gil (*). O início do ano nos estimula a traçar planos de ação. Extraindo a essência dos balanços feitos em dezembro, na esteira do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, constato mais uma vez que há conquistas da maior importância, que ainda há muito a fazer e, principalmente, que estas conquistas estão sendo seriamente […]

 

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Comissão Permanente de Acessibilidade do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) firmaram compromisso para inclusão do PJe-JT nos padrões internacionais de acessibilidade, através da adoção do Web Content Accessibility Guidelines (WCAG), norma internacional que consiste num conjunto de recomendações para fazer com que o conteúdo […]

 

Marlene e Lelei foram incentivadas pelos pais a ser independentes | Foto: Bernardo Jardim Ribeiro/Sul21. Flavia Boni Licht e Nubia Silveira* Olinda Marlei Lopes Teixeira desde criança é conhecida como Lelei. Ela e a irmã Terezinha Marlene Lopes Teixeira, a Marlene, nasceram em Jaquirana (RS) e passaram a infância e boa parte da adolescência em […]

 

Análise aos conteúdos Web do Ensino Superior revela que nenhum cumpre com os requisitos mínimos de acessibilidade. Distribuição do índice AccessMonitor por distritos e regiões autónomas. [Consulte a tabela 5 do estudo para uma representação alternativa ao gráfico]. A análise efetuada pelo Departamento da Sociedade de Informação (DSI) da Fundação para a Ciência e a […]

 

BH está entre as várias capitais brasileiras que não têm cinemas, teatros ou museus oferecendo a audiodescrição para deficientes visuais. Jornal Estado de Minas. Acessibilidade ainda está distante. BH está entre as várias capitais brasileiras que não têm cinemas, teatros ou museus oferecendo a audiodescrição para deficientes visuais. Mapeamento mostra que, em 2009, 70% da […]

 

Além da audiodescrição, Carlise e Jorge fizeram convites em Braille e prepararam uma surpresa para que todos os convidados com deficiência visual conheçam em detalhes o vestido da noiva. O casamento aconteceu no último dia 4. O casamento de Carlise Kronbauer e Jorge Fernando Vieira foi o primeiro a contar com audiodescrição no Rio Grande […]

 

Projeto de Acessibilidade Virtual lança livro sobre Acessibilidade e Tecnologia Assistiva durante o 2º SAS. Durante o 2º Seminário Anual dos Servidores do IFRS, no dia 19 de abril de 2013, aconteceu o lançamento do livro Acessibilidade e Tecnologia Assistiva: Pensando a Inclusão Sociodigital de Pessoas com Necessidades Especiais, escrito pelos participantes do Projeto de […]

 

04 de janeiro – Dia mundial do Braille. O Sistema Braille é baseado na combinação de seis pontos dispostos em duas colunas e três linhas e permite a formação de 63 caracteres diferentes, que representam as letras do alfabeto, os números, a simbologia científica, musicográfica, fonética e informática.

 

Em espaços públicos, é comum que pessoas que utilizam aparelhos auditivos tenham dificuldade para ouvir. O ruído de fundo, a reverberação e a distância da fonte sonora são os principais fatores que influenciam na redução da capacidade de escutar com clareza. Com o intuito de solucionar esse problema e proporcionar uma maior inclusão social desses […]

 

Marco Aurélio Mello. As políticas públicas devem ser direcionadas ao bem-estar dos cidadãos em geral, mas, entre o formal e a realidade, o Estado fica a dever. Isso é sentido de modo mais acentuado pelos detentores de necessidades especiais. Ruas, prédios e veículos de transporte coletivo longe estão da concretude prevista na Carta Federal, que, […]

 

O 6º Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência – Assim Vivemos, da Lavoro Produções Artísticas, dedicou a edição de 2013 a Marco. Este festival, que comemora 10 anos de existência, foi pioneiro na acessibilidade em produtos culturais e introduziu no Brasil a audiodescrição (recurso de acessibilidade para pessoas com deficiência visual). Reproduzimos o texto de […]

 

O Ministério da Previdência Social esclarece as principais dúvidas sobre a aposentadoria especial. Ministério da Previdência Social. 10/12/2013. da Redação 1 – O que traz a Lei Complementar 142/2013? A Lei garante ao segurado da Previdência Social, com deficiência, o direito à aposentadoria por idade aos 60 anos, se homem, e 55 anos, se mulher, […]

 

 

 

Os posts mais visitados hoje.

  1. Audiodescrição e a eterna discussão com a ABERT. (27 visitas)
  2. O que é Inclusão Escolar? (26 visitas)
  3. Semana de Ação Mundial 2014. (25 visitas)
  4. GT W3C Acessibilidade (23 visitas)
  5. Festival Melhores Filmes - edição 2014 - está ainda mais imperdível (18 visitas)
  6. Butantan cria "Museu em Braille" (13 visitas)
  7. Cego quer fazer Pornô. (8 visitas)
  8. Luta por direitos mudou vida de irmãs anãs (7 visitas)
  9. Oficina “De Olho no Braille” e Workshop de Livro Acessível/audiodescrição. (5 visitas)
  10. Dúvidas sobre a aposentadoria especial para pessoa com deficiência (5 visitas)
Bengala Legal.

eXTReMe Tracker