Conteúdo principal | Últimos 20 posts | Posts por assunto | Bengala Legal

Blog do Bengala Legal.

Rio de Janeiro, terça-feira, 23 de setembro de 2014 - 14:20.

 

Conteúdo principal.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014.

Sobre a cegueira

GISELLE FERREIRA.
Num quarto vazio e repleto de angústia, um homem recebe um livro. Já há algumas gerações em sua família é sabido que o livro provoca cegueira em seu leitor à medida que este avança as páginas. Sozinho e entregue, Eduardo Moscovis, 46, é o homem sem nome e sem história que compartilha, em espetáculo intimista, o processo da perda da visão e ganho de outras percepções.

Na foto: Eduardo Moscovis no palco.

Em sua estreia no formato monólogo, Moscovis assume a solidão em cena e comanda todos os artifícios de luz, som e cenário. Com direção de Christiane Jatahy, “O Livro” chega aos galpões da Funarte MG na próxima semana (de 3 a 7 de setembro), quatro anos após sua estreia no Rio.

No escuro se enxerga melhor o lado de dentro, constata o homem ao fim de seu martírio, mas durante o percurso de sua desesperadora leitura, a peça coloca a prova sua capacidade de aceitar seu próprio destino. Ele percorre as páginas tentando encontrar algum sentido para o lhe acontece, sabendo que será a última vez que poderá experimentar com os olhos o mundo em volta.

A princípio relutante em carregar sozinho o peso de um solo – para ele o formato soava um tanto quanto egocêntrico –, Moscovis topou a empreitada por ter se encantado com o texto do dramaturgo Newton Moreno e pela oportunidade de experimentar com a desconstrução do teatro tradicional que Christiane proporcionaria ao trabalho.

“Depois do contato com o texto, que gostei muito pela forma como é escrito, eu e Newton chegamos ao nome da Christiane, que tem essa proposta de investigação, de rompimento da quarta parede, do não-limite entre público e palco. Essa proximidade que a Chris propõe faz com que eu não me sinta sozinho ali”, conta Moscovis sobre a diretora, com quem já encenou “Corte Seco” (2010).

Também é do feitio de Christiane que haja uma confusão dos limites entre ator e personagem, vida real e fazer teatral, dentro e fora de campo. Por isso o personagem de Moscovis não tem identidade e por isso também os locais por onde a peça passa são escolhidos a dedo.
“Os lugares são sempre galpões, salas ou outros espaços em que o público meio que se misture e sinta de perto a encenação. É um exercício de proximidade e de confissão de uma intimidade. Eu recebo as pessoas e vou contando tudo pra elas”, explica o ator, lembrando do efeito de luz que simula projeções. “São jogos de iluminação. A gente escolhe os lugares também buscando a possibilidade de mostrar o exterior de onde estamos, seja através de uma janela ou de uma porta”, diz.

Nas telas.

Afastado das telenovelas por opção desde “Alma Gêmea”, de 2005, Moscovis se prepara para voltar às gravações da segunda temporada da série “Questão de Família”, do GNT, e para estrear o longa “O Outro Lado do Paraíso”. Dirigido por André Ristum, o filme tem previsão de lançamento para este segundo semestre e conta a história de uma família do interior de Minas Gerais que tenta a sorte em Brasília e vê seu sonho de prosperidade ser destruído com a tomada do poder pelos militares em 64. O filme inclui um conjunto de imagens até hoje inéditas da tomada do Rio e de Brasília pelas Forças Armadas entre os dias 31 de março e 1° de abril, rodadas pelo cinegrafista Jean Manzon (1915- 1990).

Serviço:
O Livro.
Com Eduardo Moscovis.
Dir. Christiane Jatahy.
Funarte MG (r. Januária, 68, Floresta, 3213-7112). De 3 a 7/9. Quarta, quinta e sexta às 21h, sábado às 19h e às 21h, domingo às 19h. R$ 20 (inteira).

Fonte: Jornal PampulhaSite Externo..

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Eventos.
Assuntos:  , , , .
Gil Porta às 11:34.
Post visitado 2114 vezes, 61 foram hoje.

terça-feira, 27 de maio de 2014.

Projeto Acessibilidade em Bibliotecas Públicas

Logomarca do Projeto. O Projeto Acessibilidade em Bibliotecas Públicas é composto de varias ações que atenderão, ao longo de um ano, a quatro objetivos:

  • ampliar e qualificar a acessibilidade em dez bibliotecas públicas brasileiras – transformando-as em referencia em acessibilidade na área;
  • construir e disseminar conteúdos, referenciais, estratégias e instrumentos para a qualificação dos serviços, acervos e espaços de bibliotecas públicas brasileiras em uma perspectiva acessível e inclusiva
  • mobilizar e fomentar parcerias no setor do livro e leitura no Brasil, com foco nas questões relativas à acessibilidade de produtos e conteúdos para as pessoas com deficiência; e
  • contribuir com o fortalecimento das políticas, programas e projetos relativos ao livro e à leitura no Brasil, especialmente o Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), introduzindo a questão da acessibilidade e da inclusão de forma articulada e transversal.

Por meio de edital público realizado no ano de 2013, foi selecionada a OSCIP Mais DiferençasSite externo. para executar o projeto. Veja abaixo a relação das 10 bibliotecas que serão beneficiadas diretamente, sendo duas por região:

  1. Biblioteca Pública Estadual Luis de Bessa (MG)
  2. Biblioteca Pública Estadual Levy Cúrcio da Rocha (ES)
  3. Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaias Paim (MS)
  4. Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça (MT)
  5. Biblioteca Pública Municipal Professor Barreiros Filho (SC)
  6. Biblioteca Pública do Estado do Paraná (PR)
  7. Biblioteca Pública Estadual do Amazonas (AM)
  8. Biblioteca Pública Estadual do Acre (AC)
  9. Biblioteca Pública Benedito Leite (MA)
  10. Biblioteca Pública do Estado da Bahia (BA)

O projeto foi apresentado durante o SENABRAILLE que aconteceu na cidade de São Paulo entre os dias 28 e 30 de abril de 2014, e no II Encontro Nacional de Acessibilidade Cultural (ENAC) e IV Seminário Nacional de Acessibilidade em Ambiente Culturais (SENAAC), realizado em Natal, entre os dias 21 e 24 de maio de 2014.

Cartão acessível de divulgação do projeto:
https://www.youtube.com/watch?v=yK-sLGF1ERASite externo..

Fonte: SNBP – Sistema Nacional de Bibliotecas PíblicasSite externo..

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Notícias.
Assuntos:  , , , , , , .
Gil Porta às 11:18.
Post visitado 4318 vezes, 16 foram hoje.

segunda-feira, 31 de março de 2014.

Festival Melhores Filmes – edição 2014 – está ainda mais imperdível

O SESC-São Paulo dá início no dia 2 de abril ao tradicional Festival SESC Melhores Filmes, no CineSesc, com a cerimônia de abertura da 40ª edição do evento. Nessa noite, serão entregues os prêmios aos vencedores nas categorias de melhor filme, documentário, ator, atriz, direção, roteiro e fotografia para os filmes brasileiros e melhor filme, direção, ator e atriz para os filmes estrangeiros, eleitos por crítica e público entre os filmes que chegaram aos cinemas paulistanos ao longo do ano de 2013.

  • A edição 2014 do festival exibe longas brasileiros e estrangeiros votados por crítica e público como os melhores de 2013.
  • A sessão de abertura do festival, dia 2 de abril no CineSesc, terá a exibição, em pré-estreia, do filme ‘Hoje Eu Quero Voltar Sozinho’, de Daniel Ribeiro.
  • Para comemorar os 40 anos do Festival SESC Melhores filmes serão exibidos, ao longo da programação, clássicos do cinema brasileiro, vencedores do Festival SESC. Entre os destaques estão filmes de diretores como Leon Hirszman, Nelson Pereira dos Santos e Hector Babenco, entre outros

Como parte das comemorações pelos 40 anos do Festival SESC Melhores Filmes, a edição desse ano conta com a sessão ‘Seleção 40 Anos’, que será composta por nove longas brasileiros vencedores do Festival SESC Melhores Filmes ao longo dessas quatro décadas. Serão exibidos, ao longo do evento, clássicos do cinema brasileiro. Entre eles, destaque para ‘Eles Não Usam Black Tie’, de Leon Hirszman, ‘O Amuleto de Ogum’ e ‘Memórias do Cárcere’, ambos de Nelson Pereira dos Santos e ‘Pixote – A Lei do Mais Fraco’ e ‘Lúcio Flávio – Passageiro da Agonia’, os dois de Hector Babenco, além de ‘A Hora da Estrela’, de Suzana Amaral, entre outros.

Além da premiação, a abertura do festival terá a exibição de “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”, premiado longa do diretor Daniel Ribeiro. O filme, que será lançado em abril nos cinemas, terá sua primeira exibição em São Paulo na abertura do 40 º Festival SESC Melhores Filmes.

Ao longo do 40º Festival SESC Melhores filmes serão exibidos 54 filmes, 28 estrangeiros e 26 brasileiros. Na cerimônia de entrega dos prêmios estarão presentes ao evento atores, atrizes, diretores, fotógrafos e produtores concorrentes aos prêmios desse ano, além de convidados especiais e homenageados.

O 40º Festival SESC Melhores Filmes acontece, também, em mais treze cidades no Estado de São Paulo. A itinerância do Festival acontece simultaneamente com o evento principal na capital.

A votação para se apurar os vencedores do Festival SESC Melhores Filmes foi feita via Internet. No CineSESC, os frequentadores votaram também por cédula. Uma consulta direta foi realizada à crítica especializada de todo o país. A lista completa de filmes participantes está em www.sescsp.org.br/melhoresfilmesSite Externo.. Os mais votados por crítica e público serão exibidos no CineSesc até dia 30 de abril.

Audiodescrição e Legendagem Open Caption.

Todas as sessões do Festival no CineSESC terão audiodescrição e legendas open caption. Ambos os recursos incluem deficientes visuais e auditivos na fascinante experiência do cinema. A audiodescrição consiste na descrição de todas as informações que compreendemos visualmente e que não estão contidas nos diálogos, como as expressões faciais e corporais, informações sobre o ambiente, figurinos, efeitos especiais, mudanças de tempo e espaço, além da leitura de créditos, títulos e qualquer informação escrita na tela. Ela é feita ao vivo por atores e acontece nos espaços entre os diálogos e nas pausas sonoras do filme. Somente os espectadores que recebem fone s especiais escutam a audiodescrição, geralmente deficientes visuais ou com visão diminuída. Já a legenda open caption é vista por todos os espectadores, consiste numa legenda a mais no filme, descrevendo os sons além dos diálogos. Os deficientes auditivos se utilizam deste recurso.

O Circuito.

A circulação do Festival SESC Melhores Filmes teve início em 2009, quando parte de sua programação foi estendida para cinco cidades do Estado de São Paulo, após o encerramento na capital. Em 2014, a itinerância se amplia para 13 cidades, além de São Paulo, que são: Araraquara, Bauru, Bertioga, Birigui, Catanduva, Presidente Prudente, Piracicaba, Ribeirão Preto, Rio Preto, São Caetano, São Carlos, Sorocaba e Taubaté. Nestas cidades as exibições ocorrem simultaneamente com as da capital. Mais informações sobre o Circuito em www.sescsp.org.brSite Externo..

Filmes do Festival.

Entre os principais filmes que serão exibidos durante o Festival estão: O Som ao Redor, Azul É a Cor Mais Quente, Tatuagem, Tabu, A Bela que Dorme, Era Uma Vez em Anatólia, Educação Sentimental, Doméstica, Blue Jasmine, Um Estranho no Lago, Um Toque de Pecado, O Estranho Caso de Angélica, Amor, Django Livre, La Jaula de Oro, Caverna dos Sonhos Esquecidos 3D, Mataram meu Irmão, entre outros.

Sessão Cineclubinho.

Ao longo do Festival SESC Melhores Filmes, a Sessão Cineclubinho acontecerá todos os domingos, às 11h, com a exibição de filmes para o público infantil que também foram escolhidos por público e crítica como os melhores de 2013. Todas as sessões do CineClubinho são grátis e contarão com audiodescrição e legendagem open caption.

Debates.

Outro destaque da edição do festival desse ano será a realização de debates entre convidados especiais que abordarão diferentes temas ligados ao cinema. Serão dois seminários da crítica, além três edições especiais do Cinema da Vela.

Edições especiais do Cinema da Vela durante o festival:

Cinema da Vela são conversas sobre os rumos do cinema nacional. Com livre inspiração nas noites do samba paulista, o bate-papo tem a duração do tempo de queima de uma vela. Livre. A entrada é grátis.

Blogueiros de Cinema. Com Chico Firemann e Miguel Barbieri Jr. Mediação: Suyenne Correa. 7/4. Segunda, às 19h30.

– A Memória do Cinema. Com Hernani Heffner e Fernanda Coelho. Mediação: Marta Colabone. 17/4. Quarta, às 19h30.

Seminários da crítica.

Seminário 1: Balanço do ano de 2013. Lançamentos programados: tempo de exibição no cinema, televisões pagas, previews, homevideo, pirataria e acesso e compartilhamento de filmes. Convidados: André Miranda, Heitor Augusto, João Sampaio, Nina Rahe e Yuno Silva. 3/4. Quinta, às 19h30.

– Seminário 2: Quatro décadas de cinema. Transformações do mercado exibidor e distribuidor, migração das salas de rua para shoppings e grandes complexos, o panorama da intervenção estatal no cinema, as mudanças no panorama de distribuição dos filmes. Convidados: Francisco Alambert Junior, Máximo Barro, Ricardo Calil. 4/4. Sexta, às 19h30.

Exposição

O CineSesc apresenta no hall uma exposição de fotografias contemporâneas de atrizes e atores brasileiros que atuaram em filmes premiados na categoria “Melhor Filme Nacional” do Festival Sesc Melhores Filmes. Uma homenagem a alguns dos grandes astros do cinema nacional que brilharam na tela ao longo dos últimos 40 anos. Talentos que encantaram e encantam gerações, presentes no imaginário dos espectadores, representantes da sétima arte brasileira e inesquecíveis intérpretes. Entre eles: Antônio Abujamra, Betty Faria, Caio Blat, Carlos Vereza, Gero Camilo, Helena Ignez, Hugo Carvana, João Miguel, Laura Cardoso, Maitê Proença, Matheus Nachtergaele, Othon Bastos, Paulo José, Ruth de Souza, Sandra Corveloni e Zezé Motta. Livre. Grátis. Todos os dias a partir de 3/4, das 14h às 21h30.

Troféu.

A 40ª edição do Festival Sesc Melhores Filmes tem como um de seus destaques, o troféu. Assinado pelo artista plástico Emanoel Araújo. O prêmio é confeccionado em aço inox polido e contará com uma pedra semipreciosa. A obra de Emanoel Araújo será entregue no próximo dia 2 de abril, na cerimônia de abertura do 40º Festival Sesc dos Melhores Filmes, no CineSesc.

O Festival SESC Melhores Filmes.

Criado em 1974, é o primeiro festival de cinema da cidade de São Paulo e oferece ao público a oportunidade de ver ou rever o que passou de mais significativo pelas telas da cidade no ano anterior, que são escolhidos democraticamente por meio de votação de público e crítica.

Os filmes que participam da votação em 2013 são aqueles lançados nas salas de cinema de São Paulo durante o ano de 2012.

Em 38 anos de realização, o Festival SESC Melhores Filmes já exibiu centenas de longas-metragens brasileiros e estrangeiros. Na edição 2010, o festival inovou ao ser o primeiro evento do gênero a disponibilizar sua programação com serviços de audiodescrição, que possibilitam o acesso aos deficientes visuais, e auditivos, com legendagem open caption, recursos que serão oferecidos em todos os filmes da grade deste ano no CineSESC.

Sobre o filme de abertura:

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho - poster do filmeHoje Eu Quero Voltar Sozinho.
Brasil, 2014. 96 min.
Direção: Daniel Ribeiro.
Elenco: Ghilherme Lobo, Fabio Audi, Tess Amorim, Lúcia Romano, Eucir de Souza, Selma Egrei, Isabela Guasco, Victor Filgueiras, Pedro Carvalho, Guga Auricchio.
SINOPSE: O filme traz a história de Leonardo, um adolescente cego que, como qualquer garoto dessa idade, está em busca de seu lugar. Desejando ser mais independente, precisa lidar com suas limitações e a superproteção de sua mãe. Para decepção de sua inseparável melhor amiga, Giovana, ele planeja libertar-se de seu cotidiano fazendo uma viagem de intercâmbio. Porém a chegada de Gabriel, um novo aluno na escola, desperta sentimentos até então desconhecidos em Leonardo, fazendo-o redescobrir sua maneira de ver o mundo.

O longa nasceu do curta de nome parecido: Eu não quero voltar sozinho (2010). Nesse filme, o diretor já explorava o universo adolescente, a ebulição de novas emoções, a descoberta do corpo e da sexualidade. E apresentava Leonardo, o protagonista, Giovana e Gabriel. O curta, disponível na íntegra na internet, teve cerca de três milhões de visualizações.

Hoje eu quero voltar sozinho ganhou os seguintes prêmios no Festival de Berlim de 2014: Melhor filme – FIPRESCI (Prêmio da Federação Internacional dos Críticos de Cinema); Melhor filme – Teddy Award, destinado a longas com temática homossexual; Mostra Panorama – 2º lugar na premiação do público.

Ficha Técnica:
‘Hoje Eu Quero Voltar Sozinho’.
Roteiro e Direção: Daniel Ribeiro.
Produção: Daniel Ribeiro e Diana Almeida.
Produção Executiva: Diana Almeida.
Fotografia: Pierre de Kerchove.
Direção de Arte: Olivia Helena Sanches.
Montagem: Cristian Chinen.
Produção: Lacuna Filmes.

SERVIÇO:
Festival SESC Melhores Filmes 2013.
Exibição dos filmes vencedores pela votação de crítica e público.
De 2 a 30 de abril de 2014.

CineSesc.
Rua Augusta, 2075.
Tel.: 11 3087-0500.
Ingressos: R$15,00 (inteira); R$7,50 (meia), R$3,00 (comerciários e portadores da carteirinha do SESC). Passaporte para 15 filmes (venda exclusiva no CineSesc. Não é válido para o CineClubinho): R$150,00 (inteira), R$75,00 (meia), R$30,00 (comerciários e portadores da carteirinha do SESC). Cineclubinho: grátis (retirada de ingressos uma hora antes da sessão).

Informações para o público: 11 3236-7400.

Fonte: CineSescSite Externo..

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Eventos.
Assuntos:  , , , , , .
Gil Porta às 10:35.
Post visitado 6125 vezes, 3 foram hoje.
Próximos Posts »

Últimos 20 posts publicados.

Saltar resumo e ir para "ESCOLHA POR ASSUNTO".

Não há razão jurídica ou econômica para que pessoas com necessidades especiais sem dinheiro não tenham transporte aéreo gratuito. Assim decidiu o juiz da 25ª Vara Cível do Distrito Federal, ao determinar que a empresa aérea Avianca disponibilize uma vaga, em até dez dias, para que um homem faça seu tratamento médico em outro estado, […]

 

Rayder Bragon. Do UOL, em Belo Horizonte. O médico e professor Vanderlei Corradini Lima, 53 anos, é portador da esclerose lateral amiotrófica (ELA), com sintomas diagnosticados em 2010. Mesmo tendo que conviver com as extremas limitações físicas impostas pela enfermidade, ele reencontrou a felicidade de continuar na profissão ao ser convidado para ministrar aulas na […]

 

“Acessibilidade não é privilégio, é direito”, diz jornalista sobre audiodescrição na TV Folha. Desde março, a jornalista Melina Cardoso se prepara para colocar em prática o aprendizado sobre acessibilidade em peças audiovisuais. Na última terça-feira (9/9), a TV Folha exibiu a primeira reportagem dela com audiodescrição e legendas, tendo como personagem o radialista Alberto Pereira, […]

 

GISELLE FERREIRA. Num quarto vazio e repleto de angústia, um homem recebe um livro. Já há algumas gerações em sua família é sabido que o livro provoca cegueira em seu leitor à medida que este avança as páginas. Sozinho e entregue, Eduardo Moscovis, 46, é o homem sem nome e sem história que compartilha, em […]

 

O W3C Brasil e o Comitê Gestor da Internet no Brasil lançam a terceira edição do Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web – todos@web. O sucesso das edições anteriores foi a força impulsionadora para dar continuidade nessa ação de promover e premiar ações em favor da acessibilidade na web. A participação é muito mais do […]

 

Data: 15 e 17 de setembro de 2014. Local: Av. Marquês de São Vicente, 235, auditório do 1º. Subsolo. Barra Funda – São Paulo/SP. O evento é gratuito e aberto ao público. É possível fazer inscrição para o dia 15 ou 17 de setembro e, também, para ambos os dias. Inscrições no link: ejud2.trtsp.jus.br. Recursos de […]

 

A Anatel colocou à disposição da sociedade, para recebimento de comentários e sugestões, texto para discussão prévia sobre temas relevantes com vistas à construção do “Regulamento Geral de Acessibilidade”, por meio da Consulta Pública nº 31, de 21 de agosto de 2014. O texto completo e o resumido (com versão em libras e em áudio) do documento estão disponíveis na página […]

 

TVs por assinatura aumentam o número de programas com audiodescrição para se adequar à legislação. Uma demanda do segmento dos cegos e das pessoas com deficiência visual consumidoras de TV por assinatura começa a ser atendida pelas empresas operadoras do setor. Vários programas de TV que já eram transmitidos com audiodescrição (AD) pelo sinal aberto, […]

 

A Educação Inclusiva avança no Brasil: Cursos, livros e palestras oferecem apoios na formação de professores. Otimista com o processo da Educação Inclusiva, o especialista na área e educador Emílio Figueira fala sobre o desenvolvimento e formação de professores na contribuição de uma educação para todos. Dados recentes da União Nacional dos Dirigentes Municipais de […]

 

Identificar letras e formar palavras e frases está se tornando realidade para 18 frequentadores da Associação dos Deficientes Visuais de Uberlândia (Adeviudi). A oportunidade surgiu neste ano, durante o mês de maio, quando a Secretaria Municipal de Educação (SME) implantou o projeto “Construindo cidadania, resgatando possibilidades” e disponibilizou materiais pedagógicos e profissionais para as aulas […]

 

Terceira edição do prêmio Todos@Web reconhece iniciativas que favorecem a quebra de barreiras de acesso à web por pessoas com deficiência. Se você promove um trabalho de fomento e incentivo à acessibilidade na web no Brasil, ou fez um website que não cria barreiras de acesso para pessoas com deficiência, ou desenvolveu uma aplicação que […]

 

A reflexão abaixo é uma resposta do MAQ para o Ernesto Luiz Muniz Moreira, que na época (2012) era Presidente do CVI Floripa, dia 23 de junho de 2012. Essa resposta foi enviada para diversas listas de discussão, das quais MAQ era um participante ativo e muitas vezes polêmico. MAQ tinha recebido o Prêmio Web […]

 

Lançado em 2011 como forma de facilitar e agilizar o acesso à Justiça, o Processo Judicial Eletrônico (PJe) tem se mostrado um problema para as pessoas com deficiência, em especial os deficientes visuais. Ao invés de auxiliá-los a acessar a Justiça, usuários informam que a mudança trouxe novas dificuldades. O tema foi tratado em audiência […]

 

Sérgio é expert em tecnologia em uma multinacional. É casado, pai e cego. Já aconteceu de contar a algumas pessoas que tem uma filha e ouvir coisas do tipo: “Mas, como assim, tem uma filha? Como é que você fez?” Gilson, baixa visão, mora próximo a uma entidade assistencialista para cegos que nunca frequentou, passa […]

 

O site: “Perfil Social das Pessoas com deficiência no Brasil” foi desenvolvido com o objetivo de facilitar o acesso aos dados do último Censo Demográfico que se referem às pessoas com deficiência e/ou limitação funcional. Particularmente, destacam-se as informações de caráter regional, no agregado dos Estados e em cada um dos municípios, uma vez que […]

 

Marta Gil (*) Leitura é magia: num instante, sinais se transformam em letras, que formam palavras, que formam frases, que se tornam portais para terras exóticas, para o passado, o futuro ou mesmo o presente. Ela nos transporta ao tempo em que os bichos falavam, desvenda segredos da Natureza e abre as portas da Ciência, […]

 

Livros infantis do projeto Baú das Artes recebem recurso acessível de audiodescrição. A Editora Evoluir lançou recentemente o projeto, que distribui materiais paradidáticos para escolas municipais de Ensino Fundamental (EMEF). Entre eles, estão 20 livros que foram adaptados com o recurso acessível de audiodescrição. Diferencial que beneficia, especialmente, crianças com deficiência visual, baixa visão e […]

 

DIA 17 DE JULHO ÀS 19h – LANÇAMENTO DO LIVRO: Metodologia para Diagnóstico de Acessibilidade em Centros Urbanos: Análise da área Central da Cidade do Rio de Janeiro. Autores: Cristiane Rose de S. Duarte, Regina Cohen, Alice de Barros H. Brasileiro e Osvaldo Luiz de Souza Silva O livro será lançado também em versão falada […]

 

Feito com um iPhone 4S, o ‘gadget’ confere níveis de insulina a cada cinco minutos. O sistema consiste em um smartphone ligado a um monitor de glucose e bombas que fornecem insulina e glucagon. BOSTON, EUA. Um pâncreas artificial portátil, construído a partir de um iPhone modificado, regulou com sucesso os níveis de açúcar no […]

 

Pessoas com deficiência visual presentes na partida entre Suíça e Equador viveram momentos inesquecíveis, na inauguração do sistema de audiodescrição no estádio. A audiodescrição pode ser acessada por meio de frequências de rádio. Quem quiser ouvir, deve levar um aparelho portátil de rádio ou telefone celular com receptor FM, além de fones de ouvido. O […]

 

 

 

Os posts mais visitados hoje.

  1. Deficiente visual tem isenção de ICMS na aquisição de veículo zero quilômetro. (100 visitas)
  2. O que é Inclusão Escolar? (96 visitas)
  3. Acessibilidade não é privilégio, é direito (70 visitas)
  4. Ele só pode piscar os olhos e, ainda assim, dá aulas na UFJF (63 visitas)
  5. Sobre a cegueira (61 visitas)
  6. Marta Gil (39 visitas)
  7. Semana de Ação Mundial 2014. (18 visitas)
  8. Vestido de Homem-Aranha, bombeiro salva menino com autismo. (18 visitas)
  9. Evento MODIFICANDO ATITUDES (17 visitas)
  10. Ampliada a isenção do ICMS para pessoas com deficiência (17 visitas)
Bengala Legal.

eXTReMe Tracker