Conteúdo principal | Últimos 20 posts | Posts por assunto | Bengala Legal

Blog do Bengala Legal.

Rio de Janeiro, sexta-feira, 03 de julho de 2015 - 21:37.

 

Conteúdo principal.

quinta-feira, 25 de junho de 2015.

REMEMBER WHEN: PERFORMANCE DO BAILARINO E COREÓGRAFO MARC BREW COM AUDIODESCRIÇÃO NO MIS

E-FLYER MARC BREW. Descrição no final do post.

Dança no MIS e Unlimited apresentam: MARC BREW, bailarino e coreógrafo da Escócia, na performance REMEMBER WHEN e uma residência (processo criativo aberto ao público) junto à bailarina brasileira Gisele Calazans.

As atividades fazem parte do programa mensal: Dança no MIS, com curadoria de Natalia Mallo, que convida coreógrafos a escolher uma área do Museu para compor um trabalho site-specific em dança e performances que integram a linguagem audiovisual às pesquisas de movimento e composição coreográfica. A residência terá horários abertos à visitação, em que o público será convidado a produzir registros (críticos, poéticos ou documentais) do processo criativo entre os artistas.

Processo criativo aberto ao público.
Com Marc Brew e Gisele Calazans.
Datas: 24 de junho, quarta-feira, das 17 às 19 horas
25 de junho, quinta-feira, das 14 às 16 horas
Inscrições gratuitas, abertas até 17 de junho

Performance: REMEMBER WHEN com audiodescrição
Com Marc Brew
Data: 27 de junho de 2015, sábado.
Horário: 19 horas.
Abertura do processo criativo com audiodescrição e bate-papo com a plateia.
Com Marc Brew e Gisele Calazans
Data: 27 de junho de 2015, sábado.
Horário: 19h30 horas.

Local: Auditório do Museu da Imagem e do Som (MIS) de São Paulo
Endereço: Avenida Europa, 158 – Jardim Europa – São Paulo, SP
Informações: pelo telefone (11) 2117 4777
Estacionamento conveniado: R$ 8,00
Eventos gratuitos e abertos ao público. Classificação Livre.
Possui acesso e elevador para cadeirantes.

Reserve seu lugar com marina@vercompalavras.com.br

Descrição do e-flyer: o e-flyer com fundo preto é ilustrado por fotografia colorida, em primeiro plano, de Marc Brew, dançarino cadeirante, moreno, cabelos raspados e barba por fazer, com o corpo inclinado para a esquerda, segurando nos braços da cadeira. Ele usa camiseta regata e calça brancas e sapatilhas de ballet. À esquerda, em segundo plano, uma jovem de cabelos claros, curtos e crespos, está parada com uma mão na testa. Ela usa camisa bege e calça preta.

Fonte: Ver com palavras.

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Eventos.
Assuntos:  , , , , , .
Gil Porta às 19:13.
Post visitado 818 vezes, 34 foram hoje.

sábado, 6 de junho de 2015.

‘Tradução’ para cegos e surdos se espalha por espetáculos em São Paulo

MARIA LUÍSA BARSANELLI.
De SÃO PAULO.

Em um cantinho ao lado do palco, Rafaella Sessenta, 32, alonga braços e pernas. Posiciona-se frente a uma câmera e aguarda a largada: o início de um show em tributo a Michael Jackson, realizado no domingo (31/5) em São Paulo.

Rafaella é tradutora de libras (Língua Brasileira de Sinais) e trabalha em eventos culturais há oito anos. Ela diz que é preciso traduzir ao público surdo as letras e também o ritmo das músicas.

Para entrar na cadência do astro do pop, dança junto (até mimetiza as mãos arqueadas de "Thriller") e imita o tocar de instrumentos que se sobressaem: faz gestos de um bateristas, dedilha uma guitarra.

Enquanto isso, a audiodescritora Livia Motta, 62, fica em uma cabine, ao fundo da plateia. Sua função é narrar aos espectadores cegos, munidos de fones de ouvido, o que acontece sobre o palco. No roteiro, conta ela, também faz um histórico sobre as músicas, o artista e a coreografia.

Para a analista de sistemas Talita Spulveda, 29, que perdeu a visão há cinco anos, as opções culturais para deficientes vêm crescendo. Em 2015, diz, compareceu a mais programas com audiodescrição do que nos últimos dois anos.

Já a assistente administrativa Mellina Reis, 31, que é cega, acha que há mais programação para deficientes, "mas são em dias pontuais". "Poderia ter mais vezes", diz.

Para a museóloga e consultora de acessibilidade Amanda Tojal, há um crescimento desses espetáculos nos últimos cinco anos. Não só uma forma de atrair o público deficiente, mas também em decorrência de editais públicos de cultura, que muitas vezes exigem de projetos uma contrapartida de acessibilidade.

A casa de espetáculos HSBC Brasil adotou sessões com libras e audiodescrição a partir de 2011. Hoje, de acordo com o espaço, recebe programas assim ao menos uma vez por mês, com uma média de 80 surdos e cegos por dia.

A Virada Cultural, que teve três espetáculos acessíveis em 2013 e 13 no ano seguinte, deve aumentar o número nesta edição (20 e 21/6), diz a Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida.

No MAM, que também dá cursos para educadores atenderem os públicos cego e surdo, formou-se um grupo de estudos que promove saraus bilíngues: falado e em libras.

Por vezes, a tradução em libras serve como uma escada para o espetáculo, diz Rafaella, a tradutora de libras.

É comum que comediantes de stand-up interajam com o tradutor. Em fevereiro, no Itaú Cultural, a Banda Estralo chegou a convidar o tradutor de libras para entrar no palco.

A dança também tenta se adaptar. Em maio, a companhia Cisne Negro fez apresentações com audiodescrição.

Desde 2013, a São Paulo Cia. de Dança faz sessões para cegos. Há um ano, adotou o aplicativo WhatsCine: em celulares e tablets, o público acompanha a obra com audiodescrição, legendas ou libras. O roteiro, conta Inês Borgéa, diretora artística do grupo, descreve cenários, figurinos, sensações e movimentos.

Em algumas sessões, cegos podem chegar mais cedo, tocar no cenário e nos figurinos e sentir, em um boneco articulado, como são os movimentos. "São novos caminhos para a dança", diz Borgéa.

Assista o vídeo.

Download do vídeo (arquivo .MP4 compactado .RAR com 34 MB). Clique com o lado direito do mouse e vá em “Salvar link como…”

Fonte: Folha de S.PauloSite Externo..

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Notícias.
Assuntos:  , , , , , , .
Gil Porta às 14:04.
Post visitado 1967 vezes, 14 foram hoje.

sexta-feira, 24 de abril de 2015.

7º Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes Sobre Deficiência

Estão abertas as inscrições para o 7º Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes Sobre Deficiência.
Ficha de inscrição e regulamento, acesse:
www.assimvivemos.com.brSite Externo.

Em 2015, o Festival Assim Vivemos chega à sua 7ª edição. É com enorme alegria que iniciamos mais uma busca pelos melhores filmes produzidos no mundo sobre o tema da pessoa com deficiência. Nossa intenção é sempre trazer um painel rico e plural das questões mais atuais e pertinentes que movem as pessoas com deficiência nas mais diferentes culturas.

Para isso, procuramos compor a seleção com filmes que retratam as pessoas, colocando-as como protagonistas de sua história, tanto em abordagens mais sociais e públicas, quanto em abordagens privadas, subjetivas e pessoais. Trazemos filmes que criam sua própria linguagem e que se diferenciam das reportagens que vemos frequentemente na TV e na internet.

O Festival Assim Vivemos se orgulha de ter sido o pioneiro na acessibilidade em produtos cultuais e de ter introduzido no Brasil a Audiodescrição, recurso de acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Ao longo desses 12 anos, vimos a acessibilidade em produtos culturais ganhar espaço na TV, nos teatros e em grandes eventos, como a Conferência das Nações Unidas, Rio+20. É um indicador de um processo mais amplo de compreensão da importância da inclusão das pessoas com deficiência de forma universal.

Atenciosamente,
Equipe Assim Vivemos
Lavoro Produções Artísticas
www.lavoroproducoes.com.brSite Externo. – +55 21 22352522​

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Eventos.
Assuntos:  , , , , , .
Gil Porta às 22:31.
Post visitado 3415 vezes, 12 foram hoje.
Próximos Posts »

Últimos 20 posts publicados.

Saltar resumo e ir para "ESCOLHA POR ASSUNTO".

A Fundação Dorina Nowill para Cegos tem uma nova versão para o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa em formato digital acessível Daisy – Digital Accessible Information System. O Instituto Helena Florisbal foi o parceiro para a viabilização deste projeto, que conta com a produção e disponibilização de cinco mil dicionários em português com as novas […]

 

Dança no MIS e Unlimited apresentam: MARC BREW, bailarino e coreógrafo da Escócia, na performance REMEMBER WHEN e uma residência (processo criativo aberto ao público) junto à bailarina brasileira Gisele Calazans. As atividades fazem parte do programa mensal: Dança no MIS, com curadoria de Natalia Mallo, que convida coreógrafos a escolher uma área do Museu […]

 

A ANCINE colocou em Consulta Pública, até o dia 08 de julho, Notícia Regulatória e Relatório de Análise de Impacto – AIR que discutem a implementação de ações para regulamentar a promoção da acessibilidade em salas de cinema, com disponibilização de recursos de legendagem descritiva, LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais e audiodescrição que possibilitem […]

 

Está chegando ao fim o curso de Especialização em Audiodescrição promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em parceria com a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD). Em iniciativa inédita, foi possível viabilizar o primeiro curso sobre esta temática a nível de especialização no Brasil, com o principal […]

 

MARIA LUÍSA BARSANELLI. De SÃO PAULO. Em um cantinho ao lado do palco, Rafaella Sessenta, 32, alonga braços e pernas. Posiciona-se frente a uma câmera e aguarda a largada: o início de um show em tributo a Michael Jackson, realizado no domingo (31/5) em São Paulo. Rafaella é tradutora de libras (Língua Brasileira de Sinais) […]

 

O curso de Especialização em Audiodescrição promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), abrirá uma segunda turma ainda este ano. Estão previstas 100 vagas a partir do segundo semestre. O curso tem o objetivo de capacitar profissionais para promover a […]

 

A AFB (American Foundation for the Blind, ou Fundação Americana para Cegos) anunciou nesta semana os nomes dos quatro homenageados que receberão o prestigioso prêmio Helen Keller na noite do dia 18 de junho, em Nova York (Estados Unidos). Estamos homenageando as realizações de indivíduos e empresas pelo sucesso na melhoria da qualidade de vida […]

 

Estão abertas as inscrições para o 7º Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes Sobre Deficiência. Ficha de inscrição e regulamento, acesse: www.assimvivemos.com.br Em 2015, o Festival Assim Vivemos chega à sua 7ª edição. É com enorme alegria que iniciamos mais uma busca pelos melhores filmes produzidos no mundo sobre o tema da pessoa com […]

 

A diretora da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do TRT5 (Setic), Cláudia Jorge, participou da primeira reunião da Comissão Permanente de Acessibilidade do sistema Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) em 2015, na última terça-feira (14/4). A comissão tem como objetivo principal propor medidas para facilitar o acesso de pessoas com […]

 

É hora de deixar de observar apenas a obrigação legal da contratação de pessoas com deficiência física e analisar os ganhos econômicos e sociais da inclusão Silvia Torikachvili. Observando os exemplos mencionados ao longo da reportagem, percebe-se que, quando as empresas decidirem contratar talentos em lugar de deficiências, elas entrarão para o melhor dos mundos. […]

 

Durante a exposição, cada foto será acompanhada de um fone de ouvido com a audiodescrição da imagem para pessoas com deficiência visual. Assistir a uma peça de teatro, ir ao cinema ou a uma exposição cultural são programas simples, mas que não podem ser experimentados em sua totalidade por todos. Isso porque para uma pessoa […]

 

Prefeitura de Belo Horizonte pode questionar na Justiça a legislação, promulgada pela Câmara. por LUCIENE CÂMARA. Ser rejeitada como aluna em uma escola de pilates por ter epilepsia é somente um exemplo do preconceito sofrido em 2014 pela aposentada Márcia Martins Ferreira, 56. Ela e outros pacientes com a doença também já se depararam com […]

 

Jornalista é fundadora da ONG Escola de Gente, que promove ações em diferentes áreas pelo fim da exclusão. Nome: Claudia Werneck. Profissão: jornalista. Atitude transformadora: atua na inclusão de pessoas com deficiência. Crédito: Felipe Fittipaldi. Com catorze livros lançados sobre o tema e 28 comendas nacionais e internacionais — entre elas uma condecoração da Organização […]

 

Prezados(as), Segue abaixo informações sobre Pós Interdisciplinar em Tecnologia Assistiva em BH sob a coordenação de Maria de Mello. Todas as informações estão disponíveis em: http://technocare.net.br/pos-graduacao-em-tecnologia-assistiva-turma-em-bh. As inscrições podem ser feitas pelo site também. Feliz Natal e um 2015 de sucesso! Dra. Maria Aparecida Ferreira de Mello. 31 9428 9100; 31 3443 2200. Pós Doutora […]

 

Por Lydia Denworth. Quando descobri que meu filho não podia ouvir, percebi que na verdade era eu que não estava, de fato, escutando. Antes que meu filho mais novo, Alex, fizesse dois anos, nós descobrimos que ele tinha uma perda auditiva significativa que tendia a piorar. Algumas semanas mais tarde, me vi no ginásio da […]

 

Encontro de Audiodescrição aborda circulação da pessoa com deficiência visual em museus, parques e eventos Evento, promovido pelo Núcleo de Pesquisa em Inclusão, Movimento e Ensino a Distância, acontece na Faculdade de Engenharia, de 27 a 29 de novembro. A circulação da pessoa com deficiência visual em diversos tipos de ambientes é o tema do […]

 

Neste caso percebe-se que as empresas, por preconceito estão perdendo pessoas qualificadas, inteligentes, que poderiam contribuir muito para o sucesso da empresa. É cada vez maior o número de pessoas com deficiência ingressando no serviço público. Este aumento tem uma razão plausível, que é a exclusão realizada pelas empresas às pessoas com deficiência, muitas vezes […]

 

As respostas gentis do sistema operacional inteligente conquistaram o garoto Gus, de 13 anos. por Judith Newman | The New Yok Times. Será que sou uma péssima mãe? Fiquei pensando sobre isso ao observar meu filho de 13 anos conversando com Siri. Gus é autista e Siri, a “assistente pessoal inteligente” da Apple no iPhone, […]

 

Brasil, 23 de setembro de 2014. A Campanha Nacional pelo Direito à Educação e as entidades que compõem o Comitê Técnico da Semana de Ação Mundial 2014: Direito à Educação Inclusiva – por uma escola e um mundo para todos defendem que para construir um sistema de educação inclusivo, o Estado Brasileiro deve: Garantir o […]

 

OBJETIVO GERAL – Realizar o Evento I ENADES – Encontro Nacional de Audiodescrição em Estudo: Uma Programação Cultural-Científica para suas Férias. OBJETIVOS ESPECÍFICOS – Dar a conhecer o que é Audiodescrição, divulgar sua aplicabilidade e sua potencialidade na educação, no trabalho e no lazer, como recurso de acessibilidade comunicacional para as pessoas com deficiência, principalmente […]

 

 

 

Os posts mais visitados hoje.

  1. O que é Inclusão Escolar? (80 visitas)
  2. Dicionário acessível para pessoas com deficiência visual (40 visitas)
  3. Dúvidas sobre a aposentadoria especial para pessoa com deficiência (40 visitas)
  4. Consulta pública sobre Notícia Regulatória e Relatório de Análise de Impacto sobre acessibilidade visual e auditiva em salas de cinema (35 visitas)
  5. REMEMBER WHEN: PERFORMANCE DO BAILARINO E COREÓGRAFO MARC BREW COM AUDIODESCRIÇÃO NO MIS (34 visitas)
  6. Casal cria ONG que incentiva adotar crianças com deficiência (27 visitas)
  7. Ampliada a isenção do ICMS para pessoas com deficiência (26 visitas)
  8. Marta Gil (22 visitas)
  9. Cego quer fazer Pornô. (21 visitas)
  10. Bicicleta Especial Auxilia Pessoas com Deficiencia Visual. (20 visitas)
Bengala Legal.

eXTReMe Tracker