Conteúdo principal | Últimos 20 posts | Posts por assunto | Bengala Legal

Blog do Bengala Legal.

Rio de Janeiro, sexta-feira, 03 de julho de 2015 - 05:49.

 

Conteúdo principal.

terça-feira, 19 de outubro de 2010.

Casal cria ONG que incentiva adotar crianças com deficiência

Família adotiva.Carla e o marido Marcelo brincam com as filhas Nadine (no sofá), Luana, Marcela (no colo do pai) e Rafaela (no da mãe).

ELIDA OLIVEIRA
DE SÃO PAULO

Marcela, oito anos, foi abandonada ainda bebê com paralisia cerebral e autismo. As funcionárias do abrigo diziam que ela não reagia a nada e se espantaram quando a menina chorou no colo de Carla Penteado, 37, em visita à instituição em Aracaju (SE).

Ela e o marido, Marcelo Barreto, 43, acabaram adotando outras três meninas que “fogem” do perfil comum: Luana, 3, com síndrome de Down; Rafaela, 3 meses, hidrocefalia; e Nadine, 18, por adoção tardia (crianças mais velhas).

A experiência com a primeira adoção -na qual Carla diz ter gastado R$ 80 mil com advogados, laudos técnicos e psicológicos, e a mudança de São Paulo para Aracaju (SE)- fez com que ela fundasse uma ONG de apoio e incentivo à adoção tardia ou de crianças com deficiência.
Em quatro anos a ATÉ (Adoção Tardia e Especial) já direcionou 50 delas para adoção e tem em seu cadastro 60 pessoas prontas a receber crianças com este perfil.

A diferença entre o cadastro da ATÉ e o do governo -CNA (Cadastro Nacional de Adoção)- é que, ao se cadastrar para adoção, os pretendentes dizem ao governo se aceitam com doença “tratável” ou “crônica”, enquanto na ATÉ dá para saber se querem com diabetes, hepatite, HIV positivo ou Down.

Para o pediatra Ricardo Halpern, presidente do departamento de desenvolvimento e comportamento da Sociedade Brasileira de Pediatria, os três primeiros anos são “decisivos” para desenvolver habilidades em crianças, em especial daquelas que com deficiência.

Foi o que aconteceu com Talita, 3 anos, com deficiência visual. Adotada por Rose Bedeschi, 48, com a ajuda da ONG ATÉ, ela não andava porque não foi estimulada a desenvolver o equilíbrio. Com o tratamento indicado e a atenção de Rose, ela já dá alguns passos sozinha.

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

sexta-feira, 4 de junho de 2010.

Bicicleta Especial Auxilia Pessoas com Deficiencia Visual.

Bicicleta dupla (uma é emendada na outra lateralmente).
Uma bicicleta dupla foi adaptada para a prática do ciclismo, não dispensando um guia.

Os 22 deficientes visuais que integram as ONGs “Sociedade Cultural e Ambientalista Embrião” Site Externo.. e “Vemos com as Mãos” Site Externo., do município de Alvorada (RS) Site Externo., tiveram esta semana uma oportunidade única: andar de bicicleta. Para a atividade, foi construída e adaptada uma bicicleta dupla, que permite aos cegos praticarem o esporte, acompanhados por um guia.

O primeiro teste do equipamento ocorreu na praça João Goulart. Agora, as pessoas com deficiência visual treinarão para participar do 8º Eco Passeio Ciclístico da Semana do Meio Ambiente, no próximo dia 6 de junho, em Alvorada. O percurso começará junto ao hipermercado Big e seguirá, durante três horas, por vários pontos da cidade. Segundo o representante da ONG Embrião, Josué Aguiar, durante o passeio realizado no ano passado andaram na carona de outras bicicletas. “Este ano será diferente. Eles vão literalmente pedalar com a bicicleta”, ressaltou Aguiar, lembrando que essa foi a primeira vez que pessoas com deficiência visual puderam praticar o esporte. “A emoção foi muito grande durante o teste. Com facilidade, eles conseguiram dar várias voltas na praça”, afirmou ele.

Durante a atividade, a bicicleta ganhou um nome especial: ODKV. A sigla significa “o de cá vê e o de lá não vê!”. O desafio de construir o veículo adaptável partiu dos integrantes da ONG Vemos com as Mãos, instituição que atende às pessoas com deficiências visual na Escola Estadual de Ensino Médio Senador Salgado Filho, em Alvorada. A bicicleta foi adaptada mediante uma parceria entre ciclistas e profissionais de uma serralheria.

A meta, a partir de agora, de acordo com o representante da Embrião, é construir outras bicicletas para serem utilizadas por essas pessoas. “Vencemos o primeiro desafio, que era viabilizar o aparelho. Agora, queremos multiplicá-lo para permitir o acesso de mais pessoas”, relata Aguiar.

Fonte: Correio do Povo – RS Site Externo.

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Notícias.
Assuntos:  , , , , , , .
Gil Porta às 9:16.
Post visitado 29231 vezes, 5 foram hoje.

domingo, 27 de dezembro de 2009.

Cego quer fazer Pornô.

Experiência é o que não falta! Ele garante ter levado mais de 100 mulheres para a cama.

Jornal O Dia.

Rio – Deficiente visual, Júlio Rasek, 40 anos, é formado em marketing, massagista e craque na dança de salão. Mas ele tem um sonho que nada tem a ver com essas três especialidades e vai fazer de tudo para realizá-lo: ser o primeiro ator pornô cego do Brasil. E experiência no vuco-vuco é o que não falta. Pelas suas contas, Razek já levou mais de 100 mulheres para a cama.

“O importante é saber como fazer, e eu sei muito bem. O homem tem que saber estimular o seu brinquedo de armar”, diz Júlio, que garante ser bem-dotado, como exige a indústria pornô.

Nascido na Cidade de Deus com apenas 10% da visão – enxergava só vultos -, Rasek ficou completamente cego no dia 13 de outubro de 2005 por causa de um descolamento da retina. Da depressão que chegou a abatê-lo no início, não sobrou vestígio algum.

“Minha vida melhorou depois que fiquei cego, hoje tenho mais mulheres”, revela o candidato a ator pornô, que admite já ter falhado duas vezes na hora H, mas promete não decepcionar quando o diretor gritar ‘gravando’. “Vou fazer parecer real todas as vezes, e em todas vou fazer com vontade. Meu pai é austríaco e minha mãe, africana, tenho um tempero diferente no sangue”.

Razek está animado em abrir um novo campo de trabalho para os cegos e jura que não vai se abalar com as críticas: “O novo assusta, mas não tenho dúvida de que farei sucesso. A empresa que me contratar vai vender muitos filmes”. Já para os homens que não estão tendo muito sucesso com a mulherada, ele dá uma dica importante: “O sexo começa logo no primeiro beijo”.

Com ele, já rolou vuco-vuco no avião e no ônibus.

Se existem cegos que não gostam de receber ajuda para atravessar a rua ou pegar condução, esse não é o caso de Júlio Razek. “Conheci mulheres diversas vezes recebendo ajuda na rua”, diz o galanteador, que já trocou telefones com moças que deram uma mãozinha a ele no metrô e no ônibus.

Romântico, o aspirante a galã pornô perdeu a virgindade aos 13 anos e desde então teve diversas relações sexuais marcantes. “Todas foram especiais, mas lembro bem de quando fiquei com uma aeromoça no banheiro do avião”, revela Júlio, garantindo ter realizado sua grande fantasia.

Outro momento inesquecível para ele foi em uma viagem para a Região dos Lagos, onde o ônibus foi cenário de mais uma aventura sexual. Para Razek, vale tudo na hora do amor, menos brincar com a bengala. “Ela fica encostadinha na parede vendo tudo, mas não entra na brincadeira”, diverte-se.

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Notícias,Pessoas com Deficiência.
Assuntos:  , , , , , , , .
MAQ às 20:28.
Post visitado 41013 vezes, 6 foram hoje.
Próximos Posts »

Últimos 20 posts publicados.

Saltar resumo e ir para "ESCOLHA POR ASSUNTO".

A Fundação Dorina Nowill para Cegos tem uma nova versão para o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa em formato digital acessível Daisy – Digital Accessible Information System. O Instituto Helena Florisbal foi o parceiro para a viabilização deste projeto, que conta com a produção e disponibilização de cinco mil dicionários em português com as novas […]

 

Dança no MIS e Unlimited apresentam: MARC BREW, bailarino e coreógrafo da Escócia, na performance REMEMBER WHEN e uma residência (processo criativo aberto ao público) junto à bailarina brasileira Gisele Calazans. As atividades fazem parte do programa mensal: Dança no MIS, com curadoria de Natalia Mallo, que convida coreógrafos a escolher uma área do Museu […]

 

A ANCINE colocou em Consulta Pública, até o dia 08 de julho, Notícia Regulatória e Relatório de Análise de Impacto – AIR que discutem a implementação de ações para regulamentar a promoção da acessibilidade em salas de cinema, com disponibilização de recursos de legendagem descritiva, LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais e audiodescrição que possibilitem […]

 

Está chegando ao fim o curso de Especialização em Audiodescrição promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em parceria com a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD). Em iniciativa inédita, foi possível viabilizar o primeiro curso sobre esta temática a nível de especialização no Brasil, com o principal […]

 

MARIA LUÍSA BARSANELLI. De SÃO PAULO. Em um cantinho ao lado do palco, Rafaella Sessenta, 32, alonga braços e pernas. Posiciona-se frente a uma câmera e aguarda a largada: o início de um show em tributo a Michael Jackson, realizado no domingo (31/5) em São Paulo. Rafaella é tradutora de libras (Língua Brasileira de Sinais) […]

 

O curso de Especialização em Audiodescrição promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), abrirá uma segunda turma ainda este ano. Estão previstas 100 vagas a partir do segundo semestre. O curso tem o objetivo de capacitar profissionais para promover a […]

 

A AFB (American Foundation for the Blind, ou Fundação Americana para Cegos) anunciou nesta semana os nomes dos quatro homenageados que receberão o prestigioso prêmio Helen Keller na noite do dia 18 de junho, em Nova York (Estados Unidos). Estamos homenageando as realizações de indivíduos e empresas pelo sucesso na melhoria da qualidade de vida […]

 

Estão abertas as inscrições para o 7º Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes Sobre Deficiência. Ficha de inscrição e regulamento, acesse: www.assimvivemos.com.br Em 2015, o Festival Assim Vivemos chega à sua 7ª edição. É com enorme alegria que iniciamos mais uma busca pelos melhores filmes produzidos no mundo sobre o tema da pessoa com […]

 

A diretora da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do TRT5 (Setic), Cláudia Jorge, participou da primeira reunião da Comissão Permanente de Acessibilidade do sistema Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) em 2015, na última terça-feira (14/4). A comissão tem como objetivo principal propor medidas para facilitar o acesso de pessoas com […]

 

É hora de deixar de observar apenas a obrigação legal da contratação de pessoas com deficiência física e analisar os ganhos econômicos e sociais da inclusão Silvia Torikachvili. Observando os exemplos mencionados ao longo da reportagem, percebe-se que, quando as empresas decidirem contratar talentos em lugar de deficiências, elas entrarão para o melhor dos mundos. […]

 

Durante a exposição, cada foto será acompanhada de um fone de ouvido com a audiodescrição da imagem para pessoas com deficiência visual. Assistir a uma peça de teatro, ir ao cinema ou a uma exposição cultural são programas simples, mas que não podem ser experimentados em sua totalidade por todos. Isso porque para uma pessoa […]

 

Prefeitura de Belo Horizonte pode questionar na Justiça a legislação, promulgada pela Câmara. por LUCIENE CÂMARA. Ser rejeitada como aluna em uma escola de pilates por ter epilepsia é somente um exemplo do preconceito sofrido em 2014 pela aposentada Márcia Martins Ferreira, 56. Ela e outros pacientes com a doença também já se depararam com […]

 

Jornalista é fundadora da ONG Escola de Gente, que promove ações em diferentes áreas pelo fim da exclusão. Nome: Claudia Werneck. Profissão: jornalista. Atitude transformadora: atua na inclusão de pessoas com deficiência. Crédito: Felipe Fittipaldi. Com catorze livros lançados sobre o tema e 28 comendas nacionais e internacionais — entre elas uma condecoração da Organização […]

 

Prezados(as), Segue abaixo informações sobre Pós Interdisciplinar em Tecnologia Assistiva em BH sob a coordenação de Maria de Mello. Todas as informações estão disponíveis em: http://technocare.net.br/pos-graduacao-em-tecnologia-assistiva-turma-em-bh. As inscrições podem ser feitas pelo site também. Feliz Natal e um 2015 de sucesso! Dra. Maria Aparecida Ferreira de Mello. 31 9428 9100; 31 3443 2200. Pós Doutora […]

 

Por Lydia Denworth. Quando descobri que meu filho não podia ouvir, percebi que na verdade era eu que não estava, de fato, escutando. Antes que meu filho mais novo, Alex, fizesse dois anos, nós descobrimos que ele tinha uma perda auditiva significativa que tendia a piorar. Algumas semanas mais tarde, me vi no ginásio da […]

 

Encontro de Audiodescrição aborda circulação da pessoa com deficiência visual em museus, parques e eventos Evento, promovido pelo Núcleo de Pesquisa em Inclusão, Movimento e Ensino a Distância, acontece na Faculdade de Engenharia, de 27 a 29 de novembro. A circulação da pessoa com deficiência visual em diversos tipos de ambientes é o tema do […]

 

Neste caso percebe-se que as empresas, por preconceito estão perdendo pessoas qualificadas, inteligentes, que poderiam contribuir muito para o sucesso da empresa. É cada vez maior o número de pessoas com deficiência ingressando no serviço público. Este aumento tem uma razão plausível, que é a exclusão realizada pelas empresas às pessoas com deficiência, muitas vezes […]

 

As respostas gentis do sistema operacional inteligente conquistaram o garoto Gus, de 13 anos. por Judith Newman | The New Yok Times. Será que sou uma péssima mãe? Fiquei pensando sobre isso ao observar meu filho de 13 anos conversando com Siri. Gus é autista e Siri, a “assistente pessoal inteligente” da Apple no iPhone, […]

 

Brasil, 23 de setembro de 2014. A Campanha Nacional pelo Direito à Educação e as entidades que compõem o Comitê Técnico da Semana de Ação Mundial 2014: Direito à Educação Inclusiva – por uma escola e um mundo para todos defendem que para construir um sistema de educação inclusivo, o Estado Brasileiro deve: Garantir o […]

 

OBJETIVO GERAL – Realizar o Evento I ENADES – Encontro Nacional de Audiodescrição em Estudo: Uma Programação Cultural-Científica para suas Férias. OBJETIVOS ESPECÍFICOS – Dar a conhecer o que é Audiodescrição, divulgar sua aplicabilidade e sua potencialidade na educação, no trabalho e no lazer, como recurso de acessibilidade comunicacional para as pessoas com deficiência, principalmente […]

 

 

 

Os posts mais visitados hoje.

  1. Consulta pública sobre Notícia Regulatória e Relatório de Análise de Impacto sobre acessibilidade visual e auditiva em salas de cinema (9 visitas)
  2. Dicionário acessível para pessoas com deficiência visual (8 visitas)
  3. Ampliada a isenção do ICMS para pessoas com deficiência (7 visitas)
  4. Bibliotecas públicas serão referência em acessibilidade (6 visitas)
  5. Dúvidas sobre a aposentadoria especial para pessoa com deficiência (6 visitas)
  6. Casal cria ONG que incentiva adotar crianças com deficiência (6 visitas)
  7. Cego quer fazer Pornô. (6 visitas)
  8. Limite para Isenção em Carro de Pessoas com Deficiência vai a R$70 mil. (6 visitas)
  9. REMEMBER WHEN: PERFORMANCE DO BAILARINO E COREÓGRAFO MARC BREW COM AUDIODESCRIÇÃO NO MIS (5 visitas)
  10. Hotel investe para atender pessoas com deficiência (5 visitas)
Bengala Legal.

eXTReMe Tracker