Conteúdo principal | Últimos 20 posts | Posts por assunto | Bengala Legal

Blog do Bengala Legal.

Rio de Janeiro, sábado, 24 de setembro de 2016 - 18:55.

 

Conteúdo principal.

terça-feira, 13 de julho de 2010.

Projeto de Lei propõe gratuidade a aparelhos para pessoas com deficiência visual

No Mato Grosso, deputado apresenta projeto de lei que governo distribua aparelho que lê cores e notas de dinheiro.

Desenho do aparelho lendo uma nota de 5 reais.No Mato Grosso (MT), o deputado Nilson Santos (PMDB) apresentou um projeto de lei que dispõe sobre o funcionamento gratuito do aparelho auire, utilizado por pessoas com deficiência visual. O aparelho identifica cores de objetos e cédulas de Real, contribuindo para que as pessoas com deficiência visual não sejam enganadas no dia a dia. O aurie foi desenvolvido a partir de um trabalho acadêmico realizado na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

“O auire, ao permitir que a pessoa com deficiência visual diferencie as notas de reais, recebendo orientação sonora nesse sentido, evita que ele seja enganado em alguma transação comercial. Por outro lado, a potencialidade do aparelho em distinguir cores, possibilita que o ele possa melhor escolher, por exemplo, uma roupa que irá vestir. Isso melhora até mesmo a autoestima da pessoa”, lembrou o parlamentar.

No mercado já existiam aparelhos identificadores de cores importados, caros e sem a possibilidade de reconhecer dinheiro. O auire, entretanto, identifica 16 tipos de cores e notas de R$ 2 a R$ 100.

Se aprovado o projeto, o aparelho terá um custo para o governo entre R$ 100 e R$ 200 para aquisição, não significando, evidentemente, nenhum impacto substancial no erário público, mas significando sim, uma melhor qualidade de vida para as pessoas com deficiência visual. “Sem dúvida, o recebimento desse aparelho significará para milhares de pessoas com deficiência visual mato-grossense uma enorme alegria”, falou Santos.

O que é e como é utilizado – Auire é uma empresa social que desenvolve dispositivos eletrônicos de baixo custo para assistência às pessoas com deficiência visual. O primeiro produto desenvolvido pelo Auire é um aparelho identificador de cores e dinheiro, de baixo custo, para essas pessoas.

O aparelho é uma caixinha que fala a cor de um objeto e diz o valor de uma nota de dinheiro. Do tamanho de duas caixinhas de fósforos enfileiradas, o auire, que significa “oi” na língua dos índios javaés, é um identificador que emite o nome de 40 tonalidades de cor de objetos e de notas em circulação no Brasil. O segredo do preço baixo do aparelho foi ele ter sido desenvolvido com a ajuda de software e hardware livres.

O auire possui um circuito eletrônico e dois LEDs (diodos emissores de luz, na sigla e inglês) que emitem luz branca para uma das três cores básicas (vermelho, verde e azul). A luz é dirigida ao objeto ou à nota e usa sensores para captar a reflexão, isto é, a mudança da direção de propagação das ondas de cada cor. Um software embutido no aparelho calcula a proporção de cada cor primária, identifica-a em uma lista de 40 e fala aquela que mais se aproxima da do objeto ou da nota.

Cada um dos dois botões do auire serve para uma tarefa diferente: o verde dá o nome de cada nota e o amarelo, a cor do objeto.

Fonte: http://www.odocumento.com.br Site Externo..

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Notícias.
Assuntos:  , , , , .
Gil Porta às 11:25.
Post visitado 14901 vezes, 10 foram hoje.

sexta-feira, 4 de junho de 2010.

Festival das Cataratas do Iguaçu vai discutir turismo para pessoas com deficiências

No 5º Festival de Turismo das Cataratas, o Rafain Palace Hotel & Convention Center, em Foz do Iguaçu, sedia no dia 18 de junho a Mostra de Turismo Sustentável do Iguaçu, para discutir como é possível incluir no mercado turístico a pessoa com deficiência.

Para ministrar uma palestra sobre o tema, foi convidado o consultor de turismo Ricardo Shimosakai. Para ele, o mercado para atender as pessoas com deficiência e mobilidade reduzida ainda é pouco explorado no Brasil, o que pode trazer muitas oportunidades de
negócios.

“O fluxo de turistas com deficiência no Brasil ainda é pequeno pela falta de adequação dos produtos e serviços turísticos”, destaca Shimosakai. Ele lembra que o conhecimento sobre acessibilidade e inclusão da maioria das pessoas ainda é limitado.

“Existem diferentes tipos de deficiência e o turismo deve ser um direito de todos, independentemente de suas necessidades. É importante que a acessibilidade não seja vista como um gasto, e sim como um investimento. E não se deve pensar em caridade, mas sim em inclusão”, ressalta.

Sobre sua participação no Festival, Shimosakai diz que espera passar uma visão mais ampla do que é o turismo adaptado. “Mostrarei formas práticas e eficientes de como se trabalhar com esse segmento, através de exemplos de casos reais”, diz. E salienta: “Mais do que passar conhecimento, gostaria de agregar pessoas para trabalhar em parceria nesse segmento”.

Ricardo Shimosakai é bacharel em Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi/ Laureate International Universities, diretor da Turismo Adaptado, coordenador da Freeway Acessível e colunista dos portais digitais EcoViagem, Diário do Turismo e Iclusive. É ainda membro do Centro de Vida Independente Araci Nallin, Brazilian Adventure Society, Rede Interamericana de Turismo Acessível, SATH (Society for Accessible Travel & Hospitality) e da ENAT (European Network for Accessible Tourism).

O Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu é promovido pela Polo Iguassu Feiras & Eventos e pela Fundação Parque Tecnológico Itaipu. As inscrições para participação estão abertas.

Apoiam o evento: Itaipu Binacional, Ministério do Turismo, Secretaria de Estado do Turismo, Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Secretaria Municipal de Turismo, TAM, Sebrae, Instituto Internacional Polo Iguassu, Educare, Abrasel, Abeta, ICVB, ABAV e Sindhotéis.

. Informações e inscrições: http://www.fozdoiguassu.com.br/festival Site Externo.

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Eventos.
Assuntos:  , , , , , , .
MAQ às 16:01.
Post visitado 19921 vezes, 12 foram hoje.

sexta-feira, 4 de junho de 2010.

Governo Federal escolhe Joinville para projeto de acessibilidade

iNFOATIVO.DEFNET Nº 4420 – ano 14 – 02/06/2010
Editor Responsável – Dr. Jorge Márcio Pereira de Andrade – CREMESP 103282
http://infoativodefnet.blogspot.com Site Externo.

Acessibilidade & Direitos Humanos.

A Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, ligada à Presidência da República, lançou nesta terça-feira (1º/6) um importante desafio para Joinville. A cidade foi escolhida junto com outras cinco de todo o país, Goiânia (GO), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Uberlândia (MG), Campinas (SP) e Fortaleza (CE), para a execução do Projeto “Cidade Acessível é Direitos Humanos”

Honrado, mas ciente da responsabilidade diante de tamanho desafio, o prefeito Carlito aproveitou a visita da representante do governo federal e oficializou a criação de um Comitê Gestor, grupo que atuará com o objetivo de criar ações para o desenvolvimento e fortalecimento do Projeto “Cidade Acessível é Direitos Humanos” na cidade.

Uma solenidade reuniu diversos secretários municipais e integrantes de uma série de grupos ligados à acessibilidade em Joinville. Na ocasião, foi assinado um Termo de Cooperação entre o Governo Federal e a Prefeitura de Joinville. O objetivo deste Termo é o compromisso do desenvolvimento de ações para implantação do projeto do Governo Federal “Cidade Acessível é Direitos Humanos” em Joinville.

Ana Beatriz The Praxedes, representante da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, que veio a Joinville conhecer uma das cidades que fará parte do projeto, afirma ter se surpreendido com o envolvimento e comprometimento do poder público com a proposta da acessibilidade. “O prefeito está de parabéns pela eficiência e rapidez com que tomou as decisões e atitudes”, destacou.

Para o prefeito, o projeto é um grande desafio. “É uma verdadeira mudança de atitude, de postura, necessária para toda a comunidade”,acrescentando que esse tema deve ser debatido constantemente. “Faremos o possível, vontade política não falta?, finalizou.

Secretaria de Comunicação (Prefeitura Municipal de Joinville).
Contato:Fernanda Thiesen Jornalista Gabinete do Prefeito.

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Notícias.
Assuntos:  , , , .
MAQ às 12:47.
Post visitado 20874 vezes, 13 foram hoje.
« Posts mais novosPróximos Posts »

Últimos 20 posts publicados.

Saltar resumo e ir para "ESCOLHA POR ASSUNTO".

Projeto “Emoti Sounds” é plug-in que permite que deficientes visuais tenham uma experiência emotiva na leitura dos emoticons O Festival Internacional de Criatividade de Cannes divulga o seu primeiro shortlist. O projeto “Emoti Sounds”, da Artplan para Tim Live, é o único brasileiro entre os 39 selecionados pelo júri de Innovation Lions e concorre na […]

 

Descrição da imagem: Cena do documentário “Boa Noite, Solidão”: Geneton Moraes Neto entrevista o sertanejo Ginaldo José da Silva. O documentário será transmitido pela GloboNews neste sábado. O documentário “Boa noite, Solidão” será exibido pela GloboNews neste sábado, dia 16, às 21h05 e será o primeiro programa da emissora a contar com o recurso da […]

 

Tecnologia está sendo desenvolvida em Criciúma, no Sul de Santa Catarina. Elisabete Barbosa é uma das primeiras pessoas a fazer uso do Via Voz (Foto: Globo). Imagine um GPS dentro de uma biblioteca. Em vez de ruas, ele mostra os caminhos entre as prateleiras. Parece coisa do futuro, mas essa tecnologia já existe e serve […]

 

Há mais de 20 anos que a fundação beneficente “Livros Ilustrados para Crianças Cegas” publica e oferece livros com páginas musicais a crianças com deficiência visual. Entre as obras estão contos tradicionais russos e estrangeiros. Foto: Fundação de beneficência “Livros Ilustrados para Crianças Cegas Pequenas”. “Os nossos livros ajudam a criar situações em que uma […]

 

O tradutor Libras em Software Livre (VLibras) versão mobile já está disponível para ser baixado e vai ampliar o acesso das pessoas com deficiência auditiva aos meios digitais. O conjunto de aplicativos faz a tradução de conteúdos digitais (texto, áudio e vídeo) para Libras, a Linguagem Brasileira de Sinais. Os softwares desenvolvidos pelo Ministério do […]

 

A área de negócios sociais Soluções em Acessibilidade, da Fundação Dorina Nowill para Cegos, lança com exclusividade o aplicativo AudiFoto. A novidade é mais uma tecnologia direcionada às empresas que desejam participar da inclusão de pessoas com deficiência em museus, exposições e locais em que as imagens são peças fundamentais para a experiência dos visitantes. […]

 

Em São Paulo, no Centro Cultural Banco do Brasil Desde 2003, o Assim Vivemos tem sua programação totalmente acessível para pessoas com deficiência visual e auditiva. Audiodescrição e legendas em português (LSE) em todas as sessões, catálogo em Braille e Interpretação em LIBRAS nos debates. No CCBB, todos os ambientes têm acesso para pessoas com […]

 

“Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência” chega a sua 7ª edição em 2015 no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro (de 5 a 17 de agosto), de São Paulo (23 de setembro a 5 de outubro) e de Brasília (de 2 a 14 de março de 2016), trazendo 33 […]

 

Neste sábado, 01 de agosto, estreia mais uma peça da Oficina dos Menestréis. O trabalho deles é maravilhoso e super alto astral. Recomendo. O elenco é inclusivo: Atores e atrizes com e sem deficiência. Com audiodescrição no dia 09 e Libras no dia 16. Sobre a peça: Aldeia dos Ventos é um musical de Oswaldo […]

 

Para grande parte da população a tecnologia facilita. Para pessoas com deficiência visual a tecnologia possibilita. O projeto F123 é um software inovador, de baixo custo e alta eficiência, que possibilita o acesso à educação e à informação, favorecendo oportunidades de trabalho e a utilização de tecnologias por pessoas com deficiência visual. O F123 permite […]

 

A Fundação Dorina Nowill para Cegos tem uma nova versão para o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa em formato digital acessível Daisy – Digital Accessible Information System. O Instituto Helena Florisbal foi o parceiro para a viabilização deste projeto, que conta com a produção e disponibilização de cinco mil dicionários em português com as novas […]

 

Dança no MIS e Unlimited apresentam: MARC BREW, bailarino e coreógrafo da Escócia, na performance REMEMBER WHEN e uma residência (processo criativo aberto ao público) junto à bailarina brasileira Gisele Calazans. As atividades fazem parte do programa mensal: Dança no MIS, com curadoria de Natalia Mallo, que convida coreógrafos a escolher uma área do Museu […]

 

A ANCINE colocou em Consulta Pública, até o dia 08 de julho, Notícia Regulatória e Relatório de Análise de Impacto – AIR que discutem a implementação de ações para regulamentar a promoção da acessibilidade em salas de cinema, com disponibilização de recursos de legendagem descritiva, LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais e audiodescrição que possibilitem […]

 

Está chegando ao fim o curso de Especialização em Audiodescrição promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em parceria com a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD). Em iniciativa inédita, foi possível viabilizar o primeiro curso sobre esta temática a nível de especialização no Brasil, com o principal […]

 

MARIA LUÍSA BARSANELLI. De SÃO PAULO. Em um cantinho ao lado do palco, Rafaella Sessenta, 32, alonga braços e pernas. Posiciona-se frente a uma câmera e aguarda a largada: o início de um show em tributo a Michael Jackson, realizado no domingo (31/5) em São Paulo. Rafaella é tradutora de libras (Língua Brasileira de Sinais) […]

 

O curso de Especialização em Audiodescrição promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), abrirá uma segunda turma ainda este ano. Estão previstas 100 vagas a partir do segundo semestre. O curso tem o objetivo de capacitar profissionais para promover a […]

 

A AFB (American Foundation for the Blind, ou Fundação Americana para Cegos) anunciou nesta semana os nomes dos quatro homenageados que receberão o prestigioso prêmio Helen Keller na noite do dia 18 de junho, em Nova York (Estados Unidos). Estamos homenageando as realizações de indivíduos e empresas pelo sucesso na melhoria da qualidade de vida […]

 

Estão abertas as inscrições para o 7º Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes Sobre Deficiência. Ficha de inscrição e regulamento, acesse: www.assimvivemos.com.br Em 2015, o Festival Assim Vivemos chega à sua 7ª edição. É com enorme alegria que iniciamos mais uma busca pelos melhores filmes produzidos no mundo sobre o tema da pessoa com […]

 

A diretora da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do TRT5 (Setic), Cláudia Jorge, participou da primeira reunião da Comissão Permanente de Acessibilidade do sistema Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) em 2015, na última terça-feira (14/4). A comissão tem como objetivo principal propor medidas para facilitar o acesso de pessoas com […]

 

É hora de deixar de observar apenas a obrigação legal da contratação de pessoas com deficiência física e analisar os ganhos econômicos e sociais da inclusão Silvia Torikachvili. Observando os exemplos mencionados ao longo da reportagem, percebe-se que, quando as empresas decidirem contratar talentos em lugar de deficiências, elas entrarão para o melhor dos mundos. […]

 

 

 

Os posts mais visitados hoje.

  1. O que é Inclusão Escolar? (173 visitas)
  2. Basquete em Cadeira de Rodas. (39 visitas)
  3. Ampliada a isenção do ICMS para pessoas com deficiência (32 visitas)
  4. Futebol de 5 - Esporte Adaptado - Cegos. (32 visitas)
  5. Cannes: case de Artplan e Tim é único finalista do Brasil em Innovation (29 visitas)
  6. Acessibilidade e cidadania (29 visitas)
  7. GLOBONEWS LARGA NA FRENTE E ESTREIA AUDIODESCRIÇÃO (28 visitas)
  8. Dúvidas sobre a aposentadoria especial para pessoa com deficiência (26 visitas)
  9. Casal cria ONG que incentiva adotar crianças com deficiência (26 visitas)
  10. Aniversário da Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência. (24 visitas)
Bengala Legal.

eXTReMe Tracker