Conteúdo principal | Últimos 20 posts | Posts por assunto | Bengala Legal

Blog do Bengala Legal.

Rio de Janeiro, sábado, 10 de dezembro de 2016 - 22:20.

 

Conteúdo principal.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014.

Acessibilidade não é privilégio, é direito

“Acessibilidade não é privilégio, é direito”, diz jornalista sobre audiodescrição na TV Folha.

Desde março, a jornalista Melina Cardoso se prepara para colocar em prática o aprendizado sobre acessibilidade em peças audiovisuais. Na última terça-feira (9/9), a TV Folha exibiu a primeira reportagem dela com audiodescrição e legendas, tendo como personagem o radialista Alberto Pereira, que conta a história do cão-guia Simon, que está próximo de se aposentar.

Na tarefa de ser os olhos do internauta, a repórter ressalta o apoio do veículo durante o processo de estudos na Universidade Federal de Juiz de Fora (MG). “A ideia é colocar em prática o que estou estudando, até porque é um direito das pessoas com deficiência ter acesso a notícias de forma clara, principalmente os vídeos da TV Folha, que são tão visuais, cheios de informações”, salienta Melina.

O projeto segue uma característica do jornal, que disponibilizou nos últimos dias um leitor de software para pessoas com deficiência visual nas matérias, a fim de facilitar a leitura de notícias veiculadas no portal do diário. O objetivo agora é trabalhar para conseguir oferecer a cada semana um vídeo acessível. “A acessibilidade não é um privilégio, ela é um direito”, afirma.

A jornalista procura compartilhar as experiências adquiridas ao longo do curso com os colegas de redação e a importância de tornar o material do canal acessível ganha espaço a cada dia. Com o sucesso da matéria sobre Simon, há mais uma motivação para manter a iniciativa. “Este recurso é algo muito recente”, diz a jornalista, que teve ajuda de uma professora nesta primeira reportagem.

“Existem termos que não podem ser usados na audiodescrição e formas de fazer um roteiro que necessita de uma supervisão”, destaca.

Como primeira lição, ela nos conta que a linguagem precisa se adaptar à audiodescrição, “que nada mais é do que narrar o que você está vendo”. “Só que evita adjetivos, pois a pessoa que está ouvindo chegará à conclusão se a cena é bonita, feia, legal ou chata”.

À IMPRENSA, Melina explica que o método não entrega a notícia “mastigada” para o telespectador. “Eu explico o que está passando na cena e a pessoa chega às suas próprias conclusões”, completa.

Para esta primeira pauta com audiodescrição, a jornalista aproveitou um tema sugerido durante a Copa, mas que estava na gaveta. Afinal, como ela mesmo diz, “nada mais justo do que colocar acessibilidade numa matéria, cujo personagem principal é uma pessoa com deficiência visual”..

Assista ao vídeo: http://mais.uol.com.br/view/15191386Site Externo..

Fonte: Portal ImprensaSite Externo..

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Notícias.
Assuntos:  , , , , .
Gil Porta às 18:09.
Post visitado 5840 vezes, 1 foram hoje.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014.

Sobre a cegueira

GISELLE FERREIRA.
Num quarto vazio e repleto de angústia, um homem recebe um livro. Já há algumas gerações em sua família é sabido que o livro provoca cegueira em seu leitor à medida que este avança as páginas. Sozinho e entregue, Eduardo Moscovis, 46, é o homem sem nome e sem história que compartilha, em espetáculo intimista, o processo da perda da visão e ganho de outras percepções.

Na foto: Eduardo Moscovis no palco.

Em sua estreia no formato monólogo, Moscovis assume a solidão em cena e comanda todos os artifícios de luz, som e cenário. Com direção de Christiane Jatahy, “O Livro” chega aos galpões da Funarte MG na próxima semana (de 3 a 7 de setembro), quatro anos após sua estreia no Rio.

No escuro se enxerga melhor o lado de dentro, constata o homem ao fim de seu martírio, mas durante o percurso de sua desesperadora leitura, a peça coloca a prova sua capacidade de aceitar seu próprio destino. Ele percorre as páginas tentando encontrar algum sentido para o lhe acontece, sabendo que será a última vez que poderá experimentar com os olhos o mundo em volta.

A princípio relutante em carregar sozinho o peso de um solo – para ele o formato soava um tanto quanto egocêntrico –, Moscovis topou a empreitada por ter se encantado com o texto do dramaturgo Newton Moreno e pela oportunidade de experimentar com a desconstrução do teatro tradicional que Christiane proporcionaria ao trabalho.

“Depois do contato com o texto, que gostei muito pela forma como é escrito, eu e Newton chegamos ao nome da Christiane, que tem essa proposta de investigação, de rompimento da quarta parede, do não-limite entre público e palco. Essa proximidade que a Chris propõe faz com que eu não me sinta sozinho ali”, conta Moscovis sobre a diretora, com quem já encenou “Corte Seco” (2010).

Também é do feitio de Christiane que haja uma confusão dos limites entre ator e personagem, vida real e fazer teatral, dentro e fora de campo. Por isso o personagem de Moscovis não tem identidade e por isso também os locais por onde a peça passa são escolhidos a dedo.
“Os lugares são sempre galpões, salas ou outros espaços em que o público meio que se misture e sinta de perto a encenação. É um exercício de proximidade e de confissão de uma intimidade. Eu recebo as pessoas e vou contando tudo pra elas”, explica o ator, lembrando do efeito de luz que simula projeções. “São jogos de iluminação. A gente escolhe os lugares também buscando a possibilidade de mostrar o exterior de onde estamos, seja através de uma janela ou de uma porta”, diz.

Nas telas.

Afastado das telenovelas por opção desde “Alma Gêmea”, de 2005, Moscovis se prepara para voltar às gravações da segunda temporada da série “Questão de Família”, do GNT, e para estrear o longa “O Outro Lado do Paraíso”. Dirigido por André Ristum, o filme tem previsão de lançamento para este segundo semestre e conta a história de uma família do interior de Minas Gerais que tenta a sorte em Brasília e vê seu sonho de prosperidade ser destruído com a tomada do poder pelos militares em 64. O filme inclui um conjunto de imagens até hoje inéditas da tomada do Rio e de Brasília pelas Forças Armadas entre os dias 31 de março e 1° de abril, rodadas pelo cinegrafista Jean Manzon (1915- 1990).

Serviço:
O Livro.
Com Eduardo Moscovis.
Dir. Christiane Jatahy.
Funarte MG (r. Januária, 68, Floresta, 3213-7112). De 3 a 7/9. Quarta, quinta e sexta às 21h, sábado às 19h e às 21h, domingo às 19h. R$ 20 (inteira).

Fonte: Jornal PampulhaSite Externo..

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Eventos.
Assuntos:  , , , .
Gil Porta às 11:34.
Post visitado 6545 vezes, 3 foram hoje.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014.

3ª edição do Prêmio Todos@Web – inscrições até até 30 de setembro

O W3C Brasil e o Comitê Gestor da Internet no Brasil lançam a terceira edição do Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web – todos@web.

O sucesso das edições anteriores foi a força impulsionadora para dar continuidade nessa ação de promover e premiar ações em favor da acessibilidade na web. A participação é muito mais do que um prêmio. É o reconhecimento público do trabalho em prol da acessibilidade na web.

Todos@Web – Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web tem como objetivo promover nacionalmente a acessibilidade na web, de forma a conscientizar desenvolvedores e homenagear ações em prol do acesso de pessoas com deficiências na web.

O prêmio Todos@web é uma iniciativa do W3C Escritório Brasil, por determinação do Comitê Gestor da Internet, em parceria com a Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento e a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência – São Paulo.

As inscrições estão abertas e vão até 30 de setembro de 2014.

Fonte: http://premio.w3c.brSite Externo..

Facebook.Compartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Arquivado em: Eventos.
Assuntos:  , .
Gil Porta às 18:26.
Post visitado 5110 vezes, 2 foram hoje.
« Posts mais novosPróximos Posts »

Últimos 20 posts publicados.

Saltar resumo e ir para "ESCOLHA POR ASSUNTO".

Projeto “Emoti Sounds” é plug-in que permite que deficientes visuais tenham uma experiência emotiva na leitura dos emoticons O Festival Internacional de Criatividade de Cannes divulga o seu primeiro shortlist. O projeto “Emoti Sounds”, da Artplan para Tim Live, é o único brasileiro entre os 39 selecionados pelo júri de Innovation Lions e concorre na […]

 

Descrição da imagem: Cena do documentário “Boa Noite, Solidão”: Geneton Moraes Neto entrevista o sertanejo Ginaldo José da Silva. O documentário será transmitido pela GloboNews neste sábado. O documentário “Boa noite, Solidão” será exibido pela GloboNews neste sábado, dia 16, às 21h05 e será o primeiro programa da emissora a contar com o recurso da […]

 

Tecnologia está sendo desenvolvida em Criciúma, no Sul de Santa Catarina. Elisabete Barbosa é uma das primeiras pessoas a fazer uso do Via Voz (Foto: Globo). Imagine um GPS dentro de uma biblioteca. Em vez de ruas, ele mostra os caminhos entre as prateleiras. Parece coisa do futuro, mas essa tecnologia já existe e serve […]

 

Há mais de 20 anos que a fundação beneficente “Livros Ilustrados para Crianças Cegas” publica e oferece livros com páginas musicais a crianças com deficiência visual. Entre as obras estão contos tradicionais russos e estrangeiros. Foto: Fundação de beneficência “Livros Ilustrados para Crianças Cegas Pequenas”. “Os nossos livros ajudam a criar situações em que uma […]

 

O tradutor Libras em Software Livre (VLibras) versão mobile já está disponível para ser baixado e vai ampliar o acesso das pessoas com deficiência auditiva aos meios digitais. O conjunto de aplicativos faz a tradução de conteúdos digitais (texto, áudio e vídeo) para Libras, a Linguagem Brasileira de Sinais. Os softwares desenvolvidos pelo Ministério do […]

 

A área de negócios sociais Soluções em Acessibilidade, da Fundação Dorina Nowill para Cegos, lança com exclusividade o aplicativo AudiFoto. A novidade é mais uma tecnologia direcionada às empresas que desejam participar da inclusão de pessoas com deficiência em museus, exposições e locais em que as imagens são peças fundamentais para a experiência dos visitantes. […]

 

Em São Paulo, no Centro Cultural Banco do Brasil Desde 2003, o Assim Vivemos tem sua programação totalmente acessível para pessoas com deficiência visual e auditiva. Audiodescrição e legendas em português (LSE) em todas as sessões, catálogo em Braille e Interpretação em LIBRAS nos debates. No CCBB, todos os ambientes têm acesso para pessoas com […]

 

“Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência” chega a sua 7ª edição em 2015 no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro (de 5 a 17 de agosto), de São Paulo (23 de setembro a 5 de outubro) e de Brasília (de 2 a 14 de março de 2016), trazendo 33 […]

 

Neste sábado, 01 de agosto, estreia mais uma peça da Oficina dos Menestréis. O trabalho deles é maravilhoso e super alto astral. Recomendo. O elenco é inclusivo: Atores e atrizes com e sem deficiência. Com audiodescrição no dia 09 e Libras no dia 16. Sobre a peça: Aldeia dos Ventos é um musical de Oswaldo […]

 

Para grande parte da população a tecnologia facilita. Para pessoas com deficiência visual a tecnologia possibilita. O projeto F123 é um software inovador, de baixo custo e alta eficiência, que possibilita o acesso à educação e à informação, favorecendo oportunidades de trabalho e a utilização de tecnologias por pessoas com deficiência visual. O F123 permite […]

 

A Fundação Dorina Nowill para Cegos tem uma nova versão para o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa em formato digital acessível Daisy – Digital Accessible Information System. O Instituto Helena Florisbal foi o parceiro para a viabilização deste projeto, que conta com a produção e disponibilização de cinco mil dicionários em português com as novas […]

 

Dança no MIS e Unlimited apresentam: MARC BREW, bailarino e coreógrafo da Escócia, na performance REMEMBER WHEN e uma residência (processo criativo aberto ao público) junto à bailarina brasileira Gisele Calazans. As atividades fazem parte do programa mensal: Dança no MIS, com curadoria de Natalia Mallo, que convida coreógrafos a escolher uma área do Museu […]

 

A ANCINE colocou em Consulta Pública, até o dia 08 de julho, Notícia Regulatória e Relatório de Análise de Impacto – AIR que discutem a implementação de ações para regulamentar a promoção da acessibilidade em salas de cinema, com disponibilização de recursos de legendagem descritiva, LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais e audiodescrição que possibilitem […]

 

Está chegando ao fim o curso de Especialização em Audiodescrição promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em parceria com a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD). Em iniciativa inédita, foi possível viabilizar o primeiro curso sobre esta temática a nível de especialização no Brasil, com o principal […]

 

MARIA LUÍSA BARSANELLI. De SÃO PAULO. Em um cantinho ao lado do palco, Rafaella Sessenta, 32, alonga braços e pernas. Posiciona-se frente a uma câmera e aguarda a largada: o início de um show em tributo a Michael Jackson, realizado no domingo (31/5) em São Paulo. Rafaella é tradutora de libras (Língua Brasileira de Sinais) […]

 

O curso de Especialização em Audiodescrição promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), abrirá uma segunda turma ainda este ano. Estão previstas 100 vagas a partir do segundo semestre. O curso tem o objetivo de capacitar profissionais para promover a […]

 

A AFB (American Foundation for the Blind, ou Fundação Americana para Cegos) anunciou nesta semana os nomes dos quatro homenageados que receberão o prestigioso prêmio Helen Keller na noite do dia 18 de junho, em Nova York (Estados Unidos). Estamos homenageando as realizações de indivíduos e empresas pelo sucesso na melhoria da qualidade de vida […]

 

Estão abertas as inscrições para o 7º Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes Sobre Deficiência. Ficha de inscrição e regulamento, acesse: www.assimvivemos.com.br Em 2015, o Festival Assim Vivemos chega à sua 7ª edição. É com enorme alegria que iniciamos mais uma busca pelos melhores filmes produzidos no mundo sobre o tema da pessoa com […]

 

A diretora da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do TRT5 (Setic), Cláudia Jorge, participou da primeira reunião da Comissão Permanente de Acessibilidade do sistema Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) em 2015, na última terça-feira (14/4). A comissão tem como objetivo principal propor medidas para facilitar o acesso de pessoas com […]

 

É hora de deixar de observar apenas a obrigação legal da contratação de pessoas com deficiência física e analisar os ganhos econômicos e sociais da inclusão Silvia Torikachvili. Observando os exemplos mencionados ao longo da reportagem, percebe-se que, quando as empresas decidirem contratar talentos em lugar de deficiências, elas entrarão para o melhor dos mundos. […]

 

 

 

Os posts mais visitados hoje.

  1. O que é Inclusão Escolar? (94 visitas)
  2. Dúvidas sobre a aposentadoria especial para pessoa com deficiência (55 visitas)
  3. Cannes: case de Artplan e Tim é único finalista do Brasil em Innovation (41 visitas)
  4. GLOBONEWS LARGA NA FRENTE E ESTREIA AUDIODESCRIÇÃO (39 visitas)
  5. Aplicativo serve como guia auditivo para pessoas com deficiência visual (37 visitas)
  6. Isenção de pedágio da Linha Amarela para idosos e pessoas com deficiência. (26 visitas)
  7. Oficina “De Olho no Braille” e Workshop de Livro Acessível/audiodescrição. (24 visitas)
  8. Tecnologia para ouvir (24 visitas)
  9. Pós-graduação em audiodescrição na UFJF (24 visitas)
  10. Marta Gil (23 visitas)
Bengala Legal.

eXTReMe Tracker